Cantora gospel agredida em shopping já havia registrado 4 BOs contra o marido

Quesia Freitas já havia feito quatro denúncias contra o marido

0

A cantora gospel Quesia Freitas foi filmada nesta quarta-feira, dia 25, sendo agredida em um shopping na zona Oeste do Rio de Janeiro.

Jovem tenta impedir que mulher seja agredida e é morto

Nas filmagens, é possível ver o marido de Quesia, Bruno Feital, conversando com a cantora e logo a puxando para conversar.

Na sequência, ele começa a se tornar cada vez mais violento e na gravação pode-se escutar uma pessoa pedindo ajuda.

Logo três homens chegam para ajudá-la enquanto ela tenta se desvencilhar do braço forte de Bruno.

Segundo o irmão de Quesia, Juninho Black, as agressões ocorrem há mais de um ano:

Minha irmã vem sofrendo tortura psicológica, abuso emocional, agressões físicas e coação. Resolvi trazer a público o caso depois de perdoar várias vezes. Ele a agrediu dessa vez em público. Família, não quero que minha irmã caia nas estatísticas de feminicídio.

Junto com seu testemunho, ele também colocou o vídeo para alertar seus seguidores nas redes sociais.

Cantora já fez quatro BOs contra o marido

O irmão da cantora, Juninho Black, deu uma entrevista exclusiva ao site Uol nesta quarta-feira, dia 25, e conta que ela já fez quatro boletins de ocorrência contra o marido.

Em um dos episódios mais recentes, que ocorreu em julho no ano passado, Quesia chegou a ficar desacordada:

Ela chegou a me ligar pedindo socorro, a ligação caiu e não consegui mais falar nem com ela nem com ele [o marido]. Eles tiveram uma discussão e ele enforcou ela até ela desmaiar. Ela acordou e conseguiu sair correndo e pedir socorro. Fez um boletim de ocorrência, foi para São Paulo e deu entrada no divórcio, mas ele não quis colaborar. Ela já estava com medida protetiva.

Juninho diz que eles voltaram em setembro deste ano e que, após o incidente do vídeo, ele fugiu da polícia.

 

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.