Câmara registra inúmeros projetos de renda mínima. Veja alguns

Partidos de oposição e até mesmo da base do governo apresentaram vários projetos de renda mínima. Veja alguns aqui

0

O Auxílio Emergencial acabou. Oficialmente, o Governo só pôde fazer o repasse do dinheiro até o dia 31 de dezembro de 2020. Seja como for, o início de 2021 trouxe uma nova pergunta: “E agora?”. Vários projetos na Câmara tentam criar programas de renda mínima.

Um desses projetos é da bancada do Psol. Nesse projeto, o partido de oposição ao governo pretende criar uma bolsa permanente. Assim, as pessoas que recebem não precisariam se preocupar com o fim dos benefícios.

O projeto do Psol não explica bem de quanto seria esse valor. Aliás, também não explica muito bem de onde viria o dinheiro. Seja como for, eles explicam que as famílias que ganham até meio salário mínimo poderiam entrar no programa.

Já o deputado Eduardo Barbosa, do PSDB de Minas Gerais, defende a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais 10 meses. De acordo com ele, essa seria a melhor maneira de atender as pessoas agora. Na visão dele, prorrogar o programa seria menos difícil do que criar um projeto novo.

O deputado Coronel Peternelli, do PSL de São Paulo, disse que não dá para ficar pensando em prorrogação do Auxílio Emergencial. “Não podemos ficar sinalizando em prorrogar, prorrogar e prorrogar. O presidente Bolsonaro apontou que, em relação ao Bolsa Família, vamos tentar aumentar um pouquinho”, disse ele.

Renda Mínima

A informação oficial que se tem agora é que o Auxílio Emergencial acabou. Isso significa dizer que milhões de trabalhadores podem estar sem nenhum tipo de renda neste momento. Isso porque a pandemia ainda não acabou e os governadores estão fechando serviços.

Seja como for, o Governo afirma que a economia vai voltar a crescer e assim as pessoas terão emprego. Na visão do Governo, a partir daí essas pessoas ficarão sem a necessidade de receber projetos sociais. E você? O que acha sobre o assunto?

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.