Butantan diz que Ministério da Saúde quer comprar 7 mi de doses da CoronaVac para vacinar crianças

Informação foi revelada hoje pelo presidente do Instituto, Dimas Covas

0

De acordo com o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, o Ministério da Saúde manifestou nesta sexta-feira (21) o interesse na compra de 7 milhões de doses da CoronaVac para aplicá-las em crianças a partir dos 6 anos de idade.

O uso pediátrico da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ontem (20). Na ocasião, a agência também aprovou a aplicação em adolescentes.

Em entrevista ao portal UOL, Dimas Covas informou que a perspectiva é que as tratativas sobre a compra da CoronaVac pelo Ministério da Saúde sejam fechadas “o mais rapidamente possível”. “As doses estão aguardando. Ocorrendo a definição, colocamos a carga em movimentação [para o ministério]. Isso pode ser feito em poucas horas”, acrescentou o diretor do Butantan.

Inicialmente, o pedido de uso da CoronaVac em crianças feito pelo Butantan previa a aplicação para a faixa etária a partir dos 3 anos. No entanto, a Anvisa autorizou o uso somente para maiores de 6, alegando falta de estudos sobre os efeitos do imunizante em crianças de 3 a 5 anos.

O Butantan afirmou que possui um estoque de 11 milhões de doses da CoronaVac prontas para uso imediato. Desse total, 4 milhões ficariam em São Paulo, enquanto 7 milhões aguardam a compra por parte do Ministério da Saúde.

Secretário do Ministério da Saúde disse que pasta quer comprar doses da CoronaVac

Também nesta sexta-feira (21), em entrevista transmitida pela GloboNews, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse que a pasta está disposta a comprar doses da CoronaVac do Instituto Butantan.

Segundo Cruz, a compra dependia de uma avaliação do ministério sobre quantas doses da CoronaVac ainda estão paradas em estoques federais, estaduais e municipais. “Precisamos fazer essa consulta para que não façamos uma aquisição desnecessária”, afirmou.

Rodrigo afirmou também que a pasta possui cerca de 6 milhões de doses da CoronaVac que já podem ser enviadas aos estados para a vacinação de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos de idade.

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.