Briga por instalação de película em carro termina com cliente morto

A vítima tinha ido à loja mais de uma vez para instalar uma película de proteção nos vidros do carro. No entanto, o dono se recusava a fazer o serviço

2

Belo Horizonte (MG) tem registrado casos tristes nesta semana. Desta vez, um cliente, de 38 anos, foi morto por um dono de uma loja de acessórios automotivos na noite de ontem, quarta-feira (23), na Região Nordeste da cidade. De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima tinha ido à loja mais de uma vez para instalar uma película de proteção nos vidros do carro. No entanto, o dono se recusava a fazer o serviço.

Leia também: Veja dicas de como proteger sua casa de bandidos nas férias

Depois de várias tentativas, o cliente e o proprietário se desentenderam devido à recusa do serviço. Na tarde de ontem (23), ambos, segundo a polícia, trocaram agressões físicas e o dono do estabelecimento chegou a quebrar o para-brisa do carro do cliente.

À noite, de acordo consta no boletim de ocorrência, o cliente estava instalando no veículo um novo para-brisa, para substituir o quebrado, quando o comerciante chegou armado e atirou em direção ao homem.

Segundo as informações, a vítima foi atingida por dois disparos e morreu na hora. O suspeito fugiu logo após o crime e, até o momento, ainda não foi localizado.

Outro caso em BH

Outro caso que gerou repercussão em Belo Horizonte e teve a cobertura do Brasil123 foi registrado em um supermercado da cidade. Isso porque a primeira semana de trabalho de um jovem de 19 anos foi interrompida após um assalto no local.

Ele foi baleado e morreu na noite de ontem, terça-feira (22). De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), os suspeitos se passaram por clientes e, ao chegarem ao caixa do jovem, anunciaram o assalto.

Segundo os policiais, o rapaz ficou assustado, não conseguiu abrir a gaveta em que estava o dinheiro e acabou sendo atingido à queima roupa. Segundo os funcionários e testemunhas que presenciaram a ação, o jovem, se quer reagiu ao assalto.

Ele foi levado pela PM ao Hospital Risoleta Neves em BH, mas, devido à gravidade do ocorrido, não resistiu aos ferimentos e morreu. Além dos dois criminosos que participaram do crime, um outro homem também foi preso por fornecer as armas usadas no delito.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.