Brasileira Poliana Botelho perde no card preliminar no UFC Ortega x Zumbi

0

Quase um ano e meio sem entrar no octógono do UFC pode ter sido fundamental para que Poliana Botelho, peso-mosca do Brasil, não conseguisse um retorno triunfal na Ilha da Luta, em Abu Dhabi. Exercendo estratégia de luta que não a favoreceu na maior parte da disputa contra a lutadora canadense Gillian Robertson, e seu cabelo rosa vivo, a mineira de Muriaé não pôde se desvencilhar do jogo de chão imposto pela rival e acabou derrotada em decisão unânime dos árbitros nas papeletas, placar de: 29-28, 29-27 e 29-27, naquela que foi a penúltima luta a trazer o card preliminar do evento nos Emirados Árabes Unidos.

Bravura de Poliana não foi suficiente Foto Twitter Poliana Botelho
Bravura de Poliana não foi suficiente / Foto: Twitter Poliana Botelho

A luta começou com a busca de Robertson pelas pernas de Poliana, a brasileira defendeu a queda e conseguiu levar a luta para a proteção da grade. A brasileira, com isso, passou a dominar o combate, encaixando chutes poderosos na canadense, que buscava responder com a tática de ataque nos membros inferiores de Poliana, tentando levar a disputa para o chão, sem obter o sucesso esperado. Faltando pouco menos de um minuto no cronômetro para o intervalo, Robertson finalmente foi feliz e realizou a queda, caindo por cima no tablado e desferiu joelhadas contundentes nas costelas de Poliana Botelho até o final do round.

Brasileira Poliana Botelho não conseguiu reagir para vencer no UFC

Na retorno para o round intermediário, Poliana Botelho assistiu ao protetor bucal da rival cair e buscou atacá-la. Porém, foi derrubada logo de cara na parcial, e Robertson conseguiu contê-la com as costas pregadas no chão, ademais os golpes dela paravam na defesa da lutadora mineira. A canadense conseguiu passar a guarda, fez a montada e manteve e predominou na posição de dominância, desferindo vários socos para baixo, os quais, mesmo sem a força devida, somavam pontos ao favor da canadense. Para piorar, a brasileira não conseguia se livrar da rival. Assim foi até a pausa para o intervalo entre rounds.

Após levar bronca do seu treinador entre os rounds, Poliana Botelho veio com mais atenção às quedas e evitando forçar os chutes que eram utilizados pela canadense para derrubá-la. Mas Robertson acabou efetivando consegui nova derrubada próximo à grade, novamente se estabelecendo por cima da lutadora brasileira. Poliana tentava se levantar, mas a adversária se manteve pelo alto, acertando golpes na posição montada. Melhor na luta de chão, Robertson pôde manter o controle do combate, ganhando sem maiores dificuldades.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.