Brasil tem 29,4 milhões de trabalhadores com carteira assinada, diz IBGE

Número considera os trabalhadores com assinatura na carteira no trimestre que acabou em setembro. Número é o mais baixo da série histórica

1

O Brasil atingiu níveis muito baixos de trabalhadores com assinatura na carteira este ano. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 29,4 milhões de brasileiros possuem a assinatura na carteira no país.

Seja como for, os dados só levam em consideração os trabalhadores do setor privado. Além disso, os números refletem apenas o período que foi de julho até setembro deste ano. Mas mesmo assim, os números preocupam os analistas.

É que esta é a taxa mais baixa deste dado desde o ano de 2012, quando a pesquisa começou. Dessa forma, pode-se dizer que é a taxa mais baixa da série histórica no Brasil. A pandemia, obviamente, teve um impacto fundamental nessa questão.

A Pnad Contínua que passou por uma divulgação nesta sexta-feira (27), mostra ainda que a população com ocupação no Brasil atingiu a taxa de 47,1%. É também portanto o nível mais baixo desde o início da série histórica.

Assinatura na carteira

Mas o que isso tudo quer dizer de fato? Significa afirmar que cada vez menos brasileiros estão trabalhando com a segurança de uma carteira de trabalho. Vale lembrar que quando você tem uma assinatura na carteira, você acaba tendo vários direitos formais.

Quem não tem essa assinatura, acaba ficando sem direitos como aviso prévio e seguro-desemprego, por exemplo. Salvo em raros casos, o trabalhador possui muita dificuldade de provar que possui um vínculo de emprego com uma empresa.

A pesquisa do IBGE mostrou que o desemprego no Brasil atinge atualmente mais de 14 milhões de pessoas. É portanto um recorde. O número, no entanto, não chega a ser uma surpresa. O Governo esperava que essa taxa subisse na mesma medida em que a população passasse a sair mais de casa para procurar emprego.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Brasil tem 29,4 milhões de trabalhadores com carteira assinada, diz IBGE […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.