Brasil registra aumento da informalidade no terceiro trimestre

De acordo com dados do IBGE, o número de brasileiros que voltaram para a informalidade cresceu no terceiro trimestre no Brasil

0

O Brasil registrou um leve aumento no número de trabalhadores que estão na informalidade. São trabalhadores que estão atuando por conta própria, ou mesmo sem a assinatura na carteira. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é o autor da pesquisa.

De acordo com o levantamento, 31,6 milhões de brasileiros estavam trabalhando na informalidade neste terceiro trimestre que foi de julho até setembro. Isso representa portanto um aumento de mais 870 mil trabalhadores nessa área. Isso se compararmos com o segundo trimestre.

Vale lembrar que do primeiro para o segundo trimestre, a informalidade sofreu uma forte queda. Dos 8,3 milhões de empregos que deixaram de existir, cerca de 70% foram de informais. Dessa forma, dá para dizer que essas pessoas apenas deram uma pausa no trabalho.

Estamos falando aqui do tio que vende o café na porta da escola, da tia que vende a tapioca na rua, ou mesmo do vizinho que vende a pipoca. São pessoas que portanto pararam de trabalhar por causa da pandemia e agora estão realizando o movimento de retorno aos poucos.

Por isso mesmo, os economistas explicam que esse crescimento não significa uma retomada dos empregos no Brasil. É apenas um movimento natural. Tanto é que o mesmo crescimento não se viu no número de trabalhadores com assinatura na carteira.

Além da informalidade

Ainda de acordo com o IBGE, enquanto o número de informais cresceu, o de profissionais com assinatura na carteira caiu. No terceiro trimestre, apenas 29,4 milhões de brasileiros trabalharam com a carteira em empresas privadas.

É portanto o nível mais baixo desde o início da pesquisa em 2012. Esse é um dado preocupante principalmente quando se fala em direitos do trabalhador. Isso porque sem carteira, esses profissionais passam a ter, em geral, menos direitos.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.