Brasil fecha participação no skate em Tóquio-2020 com três medalhas de prata

A mais recente foi conquistada nesta madrugada, com o catarinense Pedro Barros

0

O Brasil vai terminar as Olimpíadas de Tóquio-2020 com três medalhas de prata no skate, modalidade estreante nos Jogos.

Assim, a medalha mais recente veio na madrugada desta quinta-feira (5).

Na oportunidade, o catarinense Pedro Barros ficou com a prata na categoria skate park.

Nesta prova, outros dois brasileiros, Pedro Quintas e Luiz Francisco, ambos paulistas, também competiram mas não levaram medalhas.

Luizinho, que é de Lorena, interior de São Paulo, ainda ‘bateu na trave’ e ficou com o quarto lugar.

Desta forma, o Brasil deixa as Olimpíadas como uma grande referência na modalidade.

Assim, se consolida como uma grande potência dos Jogos.

Todas as provas foram disputadas no Parque de Esportes Urbanos de Ariake, construído especialmente para os Jogos.

Com isso, Pedro Barros fez a nota de 86,14 e ficou atrás do australiano Keegan Palmer, ouro com 95,83.

Desde a fase eliminatória, o brasileiro já mostrou potencial para brigar por medalhas na competição em Tóquio.

Em seguida, com 84,13, o norte-americano Cory Juneau garantiu o bronze para o seu país.

Agora, Pedro Barros vai voltar orgulhoso para casa com essa importante e histórica conquista.

Aliás, o atleta catarinense é tão enraizado em sua terra que, em seu skate, pintou o mapa de Florianópolis, sua cidade natal.

Desta forma, terá muita história para contar aos ‘manezinhos’, como são chamados os moradores da ilha.

Estrelas

O Brasil, que fechou as Olimpíadas com três medalhas no skate, começou a triunfar já no início da semana passada.

Na oportunidade, foram duas pratas na categoria street, uma no masculino e outra no feminino.

Assim, o primeiro medalhista foi Kelvin Hoefler que, ao conquistar a prata, foi o primeiro brasileiro a levar uma medalha na história do skate para o país em uma Olimpíada.

Depois, no dia seguinte, foi a vez de Rayssa Leal, a ‘Fadinha’, de apenas 13 anos, também comemorar a prata.

Na oportunidade, a jovem skatista parou o Brasil e encantou o mundo com sua alegria na pista.

Leia também: ‘O que vem nos atrapalhando é levar gol muito cedo’, diz técnico do Criciúma

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.