Bolsonaro quer desobrigar uso de máscara por vacinados; entenda

O ministro Marcelo Queiroga relatou que recebeu mesmo o pedido de Bolsonaro para fazer um estudo sobre as máscaras

0

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) revelou, nesta quinta-feira (10), que solicitou ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, um “parecer” que visa desobrigar que pessoas vacinadas tenham que usar máscaras. Além disso, o presidente também quer que pessoas que já pegaram o vírus também possam ficar sem o equipamento de segurança.

Bolsonaro: Vamos crescer 4% este ano; se não tivesse pandemia, seria 7%, 8%

A declaração de Bolsonaro foi dada no Palácio do Planalto, enquanto ele discursava durante solenidade de lançamento de programas do Ministério do Turismo. Diferente de outras ocasiões, o chefe do Executivo usou máscara antes e depois do evento — ele só retirou a proteção para discursar.

“Acabei de conversar com um tal de Queiroga — não sei se vocês sabem quem é —, nosso ministro da Saúde. Ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados. Para tirar esse símbolo, que obviamente tem a sua utilidade para quem está infectado”, declarou Bolsonaro.

Logo após a declaração de Bolsonaro,  o ministro Marcelo Queiroga relatou que recebeu mesmo o pedido de Bolsonaro para fazer um estudo sobre as máscaras.

Bolsonaro: Vamos crescer 4% este ano; se não tivesse pandemia, seria 7%, 8%
O ministro Marcelo Queiroga relatou que recebeu mesmo o pedido de Bolsonaro para fazer um estudo sobre as máscaras. (Foto: reprodução)

“Recebi do presidente Bolsonaro hoje uma solicitação para fazer um estudo acerca do uso das máscaras. O presidente está muito satisfeito com o ritmo da campanha de vacinação no Brasil, da chegada de novas doses, da distribuição de mais de 100 milhões de doses de vacina”, começou.

De acordo com Queiroga, Bolsonaro acompanha o cenário internacional, vê que em outros países onde a campanha de vacinação já avançou, as pessoas já estão flexibilizando uso das máscaras.

“O presidente me pediu que fizesse um estudo para avaliar a situação aqui no Brasil. Então, vamos atender essa demanda do presidente Bolsonaro, que está sempre preocupado em pesquisas em relação à Covid. Tanto que estamos fazendo pesquisas na área das vacinas, transferência de tecnologia da AstraZeneca para a Fiocruz, enfim, para trazer um cenário mais favorável para a população brasileira”, disse Bolsonaro. 

Leia também: STF rejeita ações contra Copa América e torneio vai ser realizado

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.