Bolsonaro promete MP para pagar conta de energia de moradores do Amapá

De acordo com o presidente, a Medida Provisória valerá por 30 dias. Apagão no estado do Amapá já atingiu 19 dias

0

O presidente Jair Bolsonaro anunciou neste sábado (21) que vai editar uma Medida Provisória (MP) para pagar as contas de luz dos moradores do Amapá. Nem todo mundo vai receber o benefício. Apenas aqueles que sofreram mais com a situação.

O estado do Amapá completa nesta domingo (22), 19 dias de apagão. Assim, dá para imaginar que a situação por lá é de completo caos. A informação mais atual é de que o estado voltou a registrar falta de luz mesmo depois do acionamento de um novo gerador neste final de semana.

Nesta sábado (21), o presidente Jair Bolsonaro esteve por lá. Foi, aliás, nesta visita que ele anunciou a edição desta MP. De acordo com o próprio presidente a medida valerá por 30 dias. Serão portanto os 30 dias anteriores.

Dessa forma, é só se contar 30 dias voltando da data da edição da MP. Nesses 30 dias, o Governo é quem vai pagar a conta dessas pessoas. Seja como for, contas de energia deverão subir por todo o Brasil. Isso porque esse pagamento vai cair na cobrança de outros estados. Ainda não se sabe a data da edição dessa MP.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, do DEM do Amapá, também estava no anúncio da MP ao lado de Bolsonaro no Macapá. É a primeira vez que os dois aparecem juntos após o início do caos no estado. Eles já chegaram a trocar farpas por causa do assunto.

Contas de energia

Essa é certamente uma grande notícia para os moradores do Amapá. É que muitos deles estão registrando um alto nível de prejuízo por causa desses apagões. Há casos em que comerciantes, por exemplo, perderam boa parte das suas mercadorias.

Seja como for, o presidente presenciou sentimentos dúbios quando chegou ao estado. Parte da população demonstrou apoio, mas parte da população o xingou. Essa parcela que o xingou, criticou principalmente a demora do presidente em ir ao estado neste momento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.