Bolsonaro promete esforços para privatizar estatais

0

O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu, nesta quarta-feira (07), a fazer esforços para que ocorresse a privatização de estatais. O caso já vem sendo estudado  desde o ano passado e, neste ano, passou a fazer parte da lista dos principais projetos do governo.

Hoje, Jair viajou para Chapecó com o intuito de discutir mais sobre as medidas contra a Covid 19 e pela noite deve ter uma reunião com empresários para negociar a compra de vacinas pelo setor privado. 

O governo arrecadou mais de R$ 3,3 bilhões ao conceder blocos de aeroportos em diversas regiões do país. “Todas as estatais são importantes. O que pudermos fazer para privatizar parte das estatais, nós faremos. Como disse aqui o presidente da Infraero, não teremos recursos para investir mais pelo Brasil se nós não passarmos para iniciativa privada a administração de aeroportos, e portos também, que estão na pauta de privatizações e concessões nos próximos dias”, disse.

Leia mais: Sindicato entra com ação contra Bolsonaro por ataques a jornalistas

Privatizar a Petrobras é um projeto de Bolsonaro

A Petrobras é uma daquelas que mais atraem as vistas, principalmente por conter o petróleo que passa por constante valorização. No fim do ano passado, em 2020, a estatal lucrou R$ 7 bilhões, valor não esperado.

A venda da mesma começou a ser tocada novamente após os preços dos combustíveis aumentarem e os caminhoneiros ameaçarem o Estado de greve. Apesar dela ter tido início, não continuou por muito tempo e começou na segunda (01/02) e terminou na quinta da mesma semana. 

Há duas semanas, a Petrobras vendeu uma refinaria pelo valor de R$ 1,6 bilhões. O valor do barril está custando uma faixa de U$ 69 e isso pode influenciar o valor da gasolina, diesel e até mesmo do gás natural que teve aumento de 39% em apenas uma vez. 

Entre os principais projetos do governo neste ano, também estava inclusa a privatização da Eletrobras, estatal responsável pela produção de energia elétrica. 

Leia mais: Impacto do Auxílio no comércio deverá ser menor este ano, diz CNC

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.