Bolsonaro posta que ‘saúde sempre teve problemas’

Bolsonaro voltou a criticar o fechamento de comércios, estabelecidos por diversos governadores do Brasil

3

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) voltou a criticar o fechamento de comércios, estabelecidos por diversos governadores do Brasil, devido ao colapso na saúde que essas regiões estão sofrendo por conta da pandemia da Covid-19.

Leia também: Drauzio diz que Bolsonaro comete crime por conta das aglomerações

Nesse sentido, em uma publicação no Twitter, Bolsonaro tentou minimizar o fato de os hospitais estarem lotados, alegando que “a saúde no Brasil sempre teve seus problemas”. Para embasar seu pensamento, o chefe do Executivo publicou uma imagem de uma matéria de 2015. A reportagem em questão falava sobre os problemas nos leitos de saúde. O Secretário da Cultura, Mário Frias, também publicou a mesma mensagem, um pouco antes do presidente.

“A saúde no Brasil sempre teve seus problemas. A falta de UTIs era um deles e certamente um dos piores. Hoje, ao fecharem o comércio e novamente te obrigar a ficar em casa, vem o desemprego em massa com consequências desastrosas para o país”, diz a mensagem do presidente.

Mais postagens 

Antes da postagem sobre a saúde, Bolsonaro havia postado, também neste domingo (28), um vídeo gravado por uma empresária que critica a decisão do governo do Distrito Federal de adotar o fechamento do comércio na região, alegando que “lockdown mata”. Na legenda do post, o presidente escreve “O povo quer trabalhar” e “Brasília/DF”.

No vídeo, que você pode ver abaixo, a empresária faz um depoimento condenando o fechamento de comércio e serviços, falando “em nome dos meus funcionários e da minha empresa”.

“Tivemos um ano difícil e agora que estamos alavancando novamente o senhor vem e fecha tudo. Não faça isso governador [Ibaneis Rocha (MDB)], precisamos trabalhar”, relata a empresária no vídeo.

Em outra parte, a mulher diz que está fazendo tudo para dar certo, pedindo para que o governador reconheça o esforço. “Votamos no senhor, acreditamos no senhor. Coloque leitos nos hospitais e ônibus na rua. Lockdown não salva, lockdown mata, mata de fome”, diz a empresária. No fim, a empresária, e seus funcionários, fazem um pedido coletivo, com gritos de “Governador, deixa a gente trabalhar”.

Restrições no DF 

Vale a pena lembrar que, neste domingo (28), a partir da meia noite, começa a valer, no Distrito Federal, a proibição de que os serviços não essenciais funcionem, até o próximo dia 15 de março.

A decisão acontece porque, de acordo com o último boletim, a ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) específicos para pacientes com a Covid-19 na região chegaram a 98%.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

3 Comentários
  1. […] Leia mais: Bolsonaro posta que ‘saúde sempre teve problemas’ […]

  2. […] decorrentes da Covid-19. No documento, o representante do Conass critica a postura do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), que criticou, recentemente, o uso de […]

  3. […] presidente da república, Jair Bolsonaro (Sem Partido), afirmou nesta segunda-feira (01) que não errou nenhuma vez durante a pandemia. A declaração do […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.