Bolsonaro insiste em tratamento precoce e anuncia grupo ‘anti-Covid’; entenda

"Será criada uma coordenação junto aos governadores junto ao congresso", revelou Bolsonaro após reunião com autoridades

6

A quarta-feira (24) foi marcada por um encontro que há muito tempo era esperado. Junto ao presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), governadores, ministros e chefes de poderes se reuniram em uma reunião na residência oficial do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Leia também: Caso Lula: STF declara Moro suspeito e processo do triplex começará do zero

De acordo com Bolsonaro, a principal novidade do encontro foi a parceria entre os governos estaduais, o Congresso e a União para combater a pandemia da Covid-19, que já acabou com a vida de mais de 300 mil brasileiros.

“Resolvemos, entre outras coisas, que será criada uma coordenação junto aos governadores, com o senhor presidente do Senado Federal. Da nossa parte, um comitê que se reunirá toda semana com autoridades para decidirmos ou redirecionarmos o rumo do combate ao coronavírus”, disse o presidente na saída da reunião, ao lado de governadores e chefes de poderes.

Em nota, a Secretaria de Comunicação Especial (Secom) da Presidência revelou que “o objetivo do encontro foi fortalecer o ambiente de união nacional para prevenção e combate ao vírus da Covid-19, além de ser um espaço para discussão de ações institucionais conjuntas”.

Bolsonaro volta a falar do tratamento precoce 

Durante seu breve discurso, Bolsonaro também revelou que esteve na pauta o polêmico “tratamento precoce”, que ele vem defendendo há um ano. “Tratamos também de possibilidade de tratamento precoce. Isso fica a cargo do ministro da Saúde, de que respeita o direito e o dever do médico em tratar os infectados”, argumentou Bolsonaro.

O método defendido pelo chefe do Executivo prevê a utilização de medicamentos que não tem eficácia contra a Covid-19. Importante lembrar que, na terça-feira (23), conforme publicou o Brasil123, a Associação Médica Brasileira (AMB) condenou o uso desses remédios.

Entenda: Covid-19: Associação Médica diz que uso de medicamentos sem eficácia deve ser banido

“Reafirmamos que, infelizmente, medicações como hidroxicloroquina/cloroquina, ivermectina, nitazoxanida, azitromicina e colchicina, entre outras drogas, não possuem eficácia científica comprovada de benefício no tratamento ou prevenção da Covid-19”, publicou a associação.

Em outro ponto, a AMB voltou a afirmar que esses medicamentos ainda não mostraram eficácia em nenhum dos estágios da Covid-19, “quer seja na prevenção, na fase inicial ou nas fases avançadas dessa doença, sendo que, portanto, a utilização desses fármacos deve ser banida.”

Veja o discurso de Bolsonaro abaixo:

Leia também: Bolsonaro tem pedido contra isolamento negado por Marco Aurélio

Leia Também:

6 Comentários
  1. […] Leia mais: Bolsonaro insiste em tratamento precoce e anuncia grupo ‘anti-Covid’; entenda […]

  2. […] Leia também: Bolsonaro insiste em tratamento precoce e anuncia grupo ‘anti-Covid’; entenda […]

  3. […] Leia também: Bolsonaro insiste em tratamento precoce e anuncia grupo ‘anti-Covid’; entenda […]

  4. […] Leia também: Bolsonaro insiste em tratamento precoce e anuncia grupo ‘anti-Covid’; entenda […]

  5. […] Leia também: Bolsonaro insiste em tratamento precoce e anuncia grupo ‘anti-Covid’; entenda […]

  6. […] capturado transportando cocaína em um voo da comitiva presidencial, que não tinha o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) como […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.