Bolsonaro é “responsável por uma parcela considerável” das quase 380 mil mortes por Covid-19, diz Doria

Governador de São Paulo criticou negacionismo do presidente

3

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é “responsável por uma parcela considerável” das quase 380 mil mortes por Covid-19 no Brasil. A declaração foi dada em coletiva de imprensa nesta quarta (14), quando Doria também criticou os apoiadores do presidente: “malucos como ele”.

A declaração de Doria foi uma resposta às novas críticas de Bolsonaro às medidas de restrição de circulação adotadas por alguns estados como São Paulo.

“O presidente Jair Bolsonaro acaba de fazer um pronunciamento e afirmou a apoiadores dele —ou seja, malucos como ele— na sede do Palácio do Alvorada, que espera uma sinalização do povo para tomar providências como o lockdown“, disse Doria, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Na ocasião, o presidente disse que o país “está no limite” e que vai fazer “o que o povo quiser que eu faça”. “Pessoal fala que eu devo tomar providências. Estou aguardando o povo dar uma sinalização”, declarou Bolsonaro.“Quero dizer ao presidente Jair Bolsonaro que o que o senhor devia esperar do povo é aquilo o que o senhor não oferece ao povo –compaixão e proteção ao povo do seu país. Com seu negacionismo, o senhor é responsável por uma parcela considerável das quase 380 mil vidas que se perderam no Brasil. Se o senhor tivesse compaixão e liderança teria oferecido vacina e não cloroquina para os brasileiros.”, criticou Doria.

SP cobra do governo Bolsonaro entrega de ‘kits intubação’

O mais recente desentendimento entre o governo paulista e o governo federal é em relação ao requerimento de aquisição de ‘kits intubação’. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, o Ministério da Saúde não está distribuindo os medicamentos proporcionalmente, o que tem causado desabastecimento em alguns municípios.

“Há 40 dias estamos fazendo ofícios em série mostrando a importância e o risco que todo o país corre, mas principalmente o estado de São Paulo, no não-suprimento adequado de medicamentos que são importantes na intubação dos nossos pacientes”, afirmou o secretário Jean Gorinchteyn.

Como o Ministério da Saúde fez requisição emergencial dos medicamentos do ‘kit intubação’, a secretaria de Saúde diz que não é possível efetuar a compra de distribuidores nacionais e os remédios já adquiridos devem ser passados ao ministério.

“São medicações anestésicas, sedativas e também o que chamamos de bloqueadores neuromusculares”, disse Gorinchteyn.

Leia Também:

3 Comentários
  1. Marcia Quirino da silva Diz

    No estado de São Paulo todas as mortes por covid o único responsavél é o governador Dória permitiu o carnaval ano passado mezmo sabendo que o vírus ja estava circulando no mundo e ñ adotou nem um tratamento precosse se a pessoa estiver com suspeita leva três dias pra fazer o exame e leva dez dias o resultado que mais Inconpetência do que essa com esse vírus ñ pode esperar tanto,alguém avisa o Dória que o COVIDÃO ta chegando e a CPI ta chegando ,vou assistir de camarote e avisa tb que 2022 Abraham Weintraub ta na área😂😂😂

  2. […] Bolsonaro é “responsável por uma parcela considerável” das quase 380 mil mortes por Covid-19… […]

  3. […] Bolsonaro é “responsável por uma parcela considerável” das quase 380 mil mortes por Covid-19… […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.