Bolsonaro anuncia que trocará o presidente da Petrobras

Em rede social, presidente da República publicou mensagem do Ministério de Minas e Energia sobre retirada de Roberto Castello Branco no comando da estatal. Silva e Luna estava na direção de Itaipu

2

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) revelou, nesta sexta-feira (19), em sua rede social, que substituirá o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. No lugar dele, entrará o general Joaquim Silva e Luna.

Leia também: Reajustes de combustíveis pode elevar a inflação: “dólar está alto”

O governo decidiu indicar o senhor Joaquim Silva e Luna para cumprir uma nova missão, como conselheiro de administração e presidente da Petrobras, após o encerramento do ciclo, superior a dois anos, do atual presidente, senhor Roberto Castello Branco”, afirma a postagem de Bolsonaro, com cabeçalho atribuído ao Ministério de Minas e Energia.

Bolsonaro anunciou em sua conta do Facebook que trocará o comando da Petrobras, a maior empresa estatal do país. (Foto: reprodução)

Quem assume a empresa

Castello Branco, que tem pós-doutorado pela Universidade de Chicago e ocupou cargos de direção no Banco Central e na mineradora Vale, dará lugar ao General da reserva do Exército, Joaquim Silva e Luna, que foi o primeiro militar a exercer o cargo de ministro da Defesa no governo do ex-presidente Michel Temer.

Roberto Castello Branco (à esquerda) dará lugar ao general Joaquim Silva e Luna (à direito) no posto de presidente da Petrobras).
Roberto Castello Branco (à esquerda) dará lugar ao general Joaquim Silva e Luna (à direito) no posto de presidente da Petrobras.

Joaquim Silva é atualmente presidente da usina binacional de Itaipu. Ele tem pós-graduação em Política, Estratégia e Alta Administração do Exército pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército. Também é pós-graduado, pela Universidade de Brasília, em Projetos e Análise de Sistemas.

Petrobras em queda 

Os ruídos e polêmicas envolvendo a Petrobras já haviam impactado a empresa antes mesmo do anúncio da troca. Exemplo disso é que, na B3, o principal índice da bolsa de valores brasileira, a companhia registrou uma queda de 6,63%.

Em meio às polêmicas envolvendo Bolsonaro, a Petrobras registrou uma queda de 6,63% na Bolsa de Valores.
Em meio às polêmicas envolvendo Bolsonaro, a Petrobras registrou uma queda de 6,63% na Bolsa de Valores.

O que pensam os especialistas

Desde o começo desta sexta (19), analistas e gestores divulgaram suas opiniões sobre as declarações de Bolsonaro sobre a Petrobras. Em um relatório, o Goldman Sachs disse que vê as falas como negativas para a empresa e que elas devem gerar ruídos nas análises de investimentos da estatal. Por outro lado, o banco pontua como positivo o corte de tributos e que, talvez, esse processo seja suficiente para evitar as interferências políticas na petroleira.

Outra importante análise veio da XP Investimentos, que já havia mudado sua recomendação de comprar ações da empresa por conta dos burburinhos políticos. De acordo com o banco, as falas de Bolsonaro colocam ainda mais riscos na política de preços da Petrobras.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] Leia também: Bolsonaro anuncia que trocará o presidente da Petrobras […]

  2. […] publicado no Brasil123, a decisão pela substituição foi anunciada por Bolsonaro na sexta-feira (19) e representa uma […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.