Bolsonaro: ações do governo na pandemia são “referência”

2
Bolsonaro fala sobre pandemia em pronunciamento
Ao lado da primeira-dama Michele, o presidente Jair Bolsonaro fez um balanço de 2020 (Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que as ações do governo brasileiro durante a pandemia são referência para outros países. Ao lado da primeira-dama Michelle, ele fez um pronunciamento em rede de rádio e televisão na noite da última quinta-feira (24), véspera de Natal. Ao mesmo tempo, houve panelaços em cidades como Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na mensagem, Bolsonaro agradeceu o trabalho dos profissionais de saúde e disse se solidarizar com as famílias que perderam entes queridos durante a pandemia. Desde o início da crise sanitária, mais de 190 mil brasileiros morreram de covid-19, conforme dados das secretarias de Saúde de todos os estados.

O presidente ainda disse que “não faltaram recursos e equipamentos” em sua gestão. Porém, ele não comentou sobre vacinação ou sobre a manutenção de estratégias de isolamento e combate à disseminação da covid-19. O governo federal, por sua vez, já lançou o plano nacional de vacinação, mas ainda espera o aval da Anvisa para começar a campanha de imunização.

Em resumo, a mensagem de Bolsonaro é um balanço do seu governo em 2020. Ele listou algumas ações de sua gestão para a manutenção da vida e do emprego. Além disso, ele repetiu o tom feito ao longo de toda a pandemia, de que é preciso resguardar a economia e por isso ações de distanciamento social devem ser evitadas.

Pronunciamentos do presidente

A mensagem de Natal foi o sétimo pronunciamento do presidente em rede nacional neste ano. Do total, cinco dizem respeito à pandemia de covid-19.

Em março, no início da crise sanitária, em março, Bolsonaro fez quatro declarações para a rede de rádio e TV. Nos dois primeiros, ele pediu aos brasileiros para seguir as recomendações das autoridades de saúde. 

No entanto, mudou o discurso a partir do terceiro pronunciamento, quando pediu o fim do “confinamento em massa” e a “volta da normalidade”. Além disso, Bolsonaro disse que os meios de comunicação espalhavam “pavor” com as notícias sobre a pandemia.

Pandemia no Brasil

Na última quinta-feira (24), o Brasil ultrapassou a marca de 190 mil mortos em decorrência da covid-19. O país é o terceiro com maior número de contágios. São 7.424.430 casos de acordo com dados oficiais. Os Estados Unidos lideram com 18 milhões de registros, e em seguida, a Índia conta com 10 milhões de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Contudo, a pandemia fez o Brasil ser o segundo com mais vítimas da doença. Enquanto isso, a Índia tem 146 mil mortos e os Estados Unidos 326 mil óbitos. Em termos de população, o Brasil é o sexto do mundo, com 211 milhões de habitantes. 

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.