BNDES vai disponibilizar R$ 5 bilhões em crédito para micro, pequenas e médias empresas

O projeto visa beneficiar mais de 11 mil negócios afetados pela crise da pandemia da Covid-19

0

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vai liberar US$ 750 milhões para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O valor equivale a R$ 4 bilhões. O objetivo é ajudar as micro, pequenas e médias empresas do Brasil a enfrentar a crise da pandemia da Covid-19. O BNDES vai complementar o programa com US$ 150 milhões. Dessa forma, o valor total será de quase R$ 5 bilhões em crédito. 

O objetivo do programa é ajudar mais de 11 mil micro, pequenas e médias empresas. Ou seja, os empresários vão poder usar o dinheiro disponibilizado para investir em equipamentos, veículos e bens de produção. Como resultado, o crédito oferecido possui o objetivo de dar liquidez aos pequenos negócios. 

Em suma, o BNDES vai ter 25 anos para pagar o crédito ao BID. A taxa de juros irá se basear na London Interbank Offered Rate (LIBOR). Esta é uma taxa de referência em transações internacionais. Por outro lado, as taxas de juros irão variar de acordo com a análise de crédito para cada negócio. 

Conheça um pouco mais sobre o BID, parceiro do BNDES na iniciativa

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), criado em 1959, é o principal parceiro do BNDES no programa. Um dos principais objetivos do banco é promover o desenvolvimento das nações de maneira sustentável e ecológica. Em síntese, o BID é considerado um dos principais provedores de financiamento de longo prazo da América Latina e do Caribe. Dessa forma, o incentivo auxilia no desenvolvimento econômico, social e institucional das nações da região.

Governo Federal liberou R$ 10 bilhões para pequenos empresários

O Governo Federal, através de Medida Provisória, abriu crédito de R$ 10 bilhões em empréstimo para microempreendedores individuais e pequenas empresas. O programa é para os negócios que utilizem maquininha de cartões de crédito e débito para vendas de produtos. Da mesma forma, a atitude também visa beneficiar os pequenos negócios durante a pandemia da Covid-19. Em suma, a assistência pretende ajudar os empreendedores e empresários a se manterem firmes na crise. Por fim, o repasse do recurso será feito para o BNDES, que coordena o programa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.