Bloqueios no app geraram filas em agências, diz Caixa Econômica

De acordo com o Presidente do Banco, muita gente foi presencialmente aos pontos físicos por problemas no app

0

A terça-feira (6) foi um dia cheio para os pontos físicos da Caixa Econômica pelo Brasil. É que foi o primeiro dia de pagamento do novo Auxílio Emergencial. Mas se os pagamentos não estão acontecendo nas agências neste primeiro momento, o que todas essas pessoas foram fazer por lá?

Em entrevista, o próprio Presidente da Caixa, Pedro Guimarães, tentou explicar. De acordo com ele, muitas pessoas foram presencialmente para as agências para tentar reverter o bloqueio do aplicativo Caixa Tem.

Esses casos são muito comuns. A Caixa não costuma falar muito sobre o assunto. Aliás, eles não divulgaram um número concreto de bloqueios, mas sabe-se que não são poucos os casos em que isso acontece.

E quando isso acontece, é realmente necessário ir até uma agência da Caixa Econômica. É que não dá mesmo para fazer o desbloqueio pela internet. Só o agente da própria Caixa é que vai conseguir fazer isso.

“Estamos pagando aquelas pessoas que nasceram em janeiro. Agora, muitas pessoas estão indo às agências para desbloquearem, eventualmente, o aplicativo do Caixa Tem”, disse Guimarães em entrevista para a emissora CNN Brasil.

Motivos para o bloqueio no app

De acordo com a própria Caixa, vários atos do próprio beneficiário podem acabar bloqueando o app. Um dos mais comuns é quando um mesmo celular registra mais de duas contas no aplicativo. O bloqueio acontece quase que automaticamente.

Mas também há os casos em que o bloqueio acontece porque o mesmo usuário registra mais de um número diferente. Para evitar esses bloqueios, a principal dica é usar o celular apenas com a sua conta e evitar movimentações que pareçam estranhas para o sistema.

Leia mais: Auxílio: ministro pede para beneficiários não irem para agências da Caixa

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.