Bitcoin perde mais de R$ 60 mil em valor após supervalorização

0

Neste fim de semana, Bitcoin fechou o sábado com alta de quase R$ 310 mil. A Tesla vendeu as compras em criptomoedas e conseguiu faturar mais de U$ 1 bilhão, equivalente a R$ 5 bilhões. Entretanto, após esse “pulo do gato” e a estratégia criada para a empresa de fazer a moeda supervalorizar e vender tudo, os preços chegaram a decair em mais de R$ 60 mil e agora estão custando R$ 254.902,91. 

Apesar do Ibovespa registrar grandes quedas após as falas de Jair Bolsonaro na quinta-feira passada (18), o mercado de criptos continuou tendo valorizações acima de 470%. Somente no primeiro dia da semana, no caso do Bitcoin, chegou a ter uma valorização de 95%, praticamente o dobro do preço que estava há um mês atrás (R$ 160 mil). 

Leia mais: Tesla investiu em Bitcoin para “dar o bote” em suas vendas

Pela primeira vez o valor de mercado ultrapassou  U$ 1 trilhão, um registro histórico. Mas, com essa queda, é quase uma certeza que não será uma das moedas digitais que mais serão valorizadas no ano de 2021: outras estão ganhando tanto destaque quanto. 

Anos e anos para ganhar espaço de mercado

Enquanto o Bitcoin demorou mais de uma década para receber espaço de mercado, existem outros altcoins (fora de radar) que já fizeram o dinheiro do investidor render 30 vezes em um mesmo período. Confira 04 exemplos que mais recebem destaque nesta semana: 

  • Uniwap: 730% 
  • Ren: 1.566%
  • SushiSwap: 1.506%
  • Terra: 3.000%

O Ether promete crescer tanto quanto, já superando o valor de 75% desde o começo do ano, apesar de haver desvalorizado em quase 25% e estar custando R$ 8.437,56. No dia 18 de fevereiro, quinta-feira, estava na faixa de R$ 10.553,10. Neste caso, é o momento ideal para comprar já que o histórico do mesmo é marcado por elevações que permanecem alguns dias e decaem. 

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.