Bitcoin opera em queda após 10 dias tentando superar US$ 60 mil

3

Nesta manhã de quarta-feira (07), o preço do Bitcoin voltou a cair após 10 dias tentando superar a faixa de U$ 60 mil. Atualmente, está custando pouco mais de US$ 55.600. Apesar de no dólar a variação não ter sido tão grande e impactante, no Brasil é questão de milhares perdidos já que U$ 1000 é equivalente a R$ 5.620 mil. 

Apesar dessa possível bolha correr o risco de estourar a qualquer momento, muitas empresas vêm adquirindo ainda mais o hábito de usar somente o Bitcoin como única ou como principais formas de pagamento. Um exemplo é o PornHub que não está aceitando mais cartão de crédito para pagar o plano Premium e pede que o pagamento seja realizado em criptomoedas. Hotéis dos Estados Unidos e até mesmo a desenvolvedora de carros elétricos, Tesla, afirmam que futuramente podem colocar o Bitcoin como o foco de pagamento. 

Na Coréia do Sul, a moeda estava sendo vendida a U$ 70 mil, valor muito acima que no ocidente. E, mesmo assim, estaria fazendo muito sucesso e compras. Essa é uma forma do governo e das carteiras lucrarem ainda mais sobre ele ao comprar por determinado preço e vender por um maior. 

“Parece que alguém finalmente descobriu como arbitrar essa oportunidade. O volume de negócios no período de 30 minutos na [Upbit], a maior bolsa coreana, foi maior do que o da Binance“, disse o CEO da CryptoQuant Ki Young Ju.

Bitcoin usado para fins ilegais

Por não poder ser rastreado, o Bitcoin já foi muito utilizado para fins ilegais como compra de pornografia infantil na Deep Web. Além disso, muitos criminosos compram todo o dinheiro que possuem na criptomoeda já que o governo não poderia rastrear esses valores.  Há uma década atrás, ele é conseguido praticamente de graça e teve uma valorização ainda mais intensa com os jogos de Elon Musk. 

“Toda inovação, claro, vem antes da regulação. Isso é natural e tem relação com o fato deste ser um ativo relativamente novo. O Brasil ainda está caminhando para um ambiente regulatório mais forte quando falamos de criptomoedas”, comenta Juliana Facklmann

Leia mais: Covid-19: “Não vai ter lockdown”, diz Bolsonaro um dia após Brasil registrar 4,2 mil mortes

Leia Também:

3 Comentários
  1. […] Bitcoin opera em queda após 10 dias tentando superar US$ 60 mil […]

  2. […]  Leia mais: Bitcoin opera em queda após 10 dias tentando superar US$ 60 mil […]

  3. […] Leia também: Bitcoin opera em queda após 10 dias tentando superar US$ 60 mil […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.