‘Barbie do crime’ se entrega à polícia em Goiânia

A Justiça expediu um mandado de prisão para a mulher porque ela não cumpriu a pena de prestação de serviço e nem compareceu a audiências depois de ser condenada por aplicar golpes na web

0

A modelo Bruna Cristine Menezes de Castro, de 30 anos, conhecida como “Barbie do crime”, se apresentou à Polícia Civil nesta quinta-feira (25), em Goiânia (GO). A Justiça havia expedido um mandado de prisão para a mulher porque ela não cumpriu a pena de prestação de serviços à comunidade e nem compareceu às audiências depois de ser condenada por aplicar golpes na web.

Leia também: Briga entre irmãos por causa de louça suja termina em morte com golpe de tesoura

A decisão que ordenou a prisão de Bruna foi dada na última quarta-feira (18), pelo juiz Wilson da Silva Dias, da Vara de Execução de Penas e Medidas Alternativas, da comarca de Goiânia. Ele afirma que a ré encontra-se irregular nas condições legais e judiciais, pois não cumpriu com a pena que lhe foi determinada.

Bruna foi presa em agosto de 2015 acusada de estelionato, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, a “Barbie do crime”, mantinha perfis nas redes sociais de venda de produtos importados e aplicava golpes em clientes de Goiás e de outros estados.

De acordo com a corporação, na época do crime, mais de 100 pessoas procuraram a polícia alegando terem sido vítimas de Bruna. Porém, nem todas deram continuidade ao inquérito, segundo os investigadores.

Barbie do crime
A Justiça expediu um mandado de prisão para a mulher porque ela não cumpriu a pena de prestação de serviço e nem compareceu a audiências depois de ser condenada por aplicar golpes na web. (Foto: reprodução)

Segundo os clientes, após receber o pagamento pelos produtos, ela não entregava as encomendas, alegando problemas de saúde ou familiares. Para que pudesse receber o dinheiro das falsas vendas, ela usou contas bancárias de cerca de dez pessoas, que tinham emprestado os dados a ela.

Conforme a investigação, Bruna chegou a mentir que estava com câncer para receber dinheiro do ex-namorado Ryan Balbino, que mora no Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, a modelo fingiu ser o próprio pai para dar notícias sobre uma falsa operação para tratar um câncer no útero. O homem revela que depositou mais de R$ 15 mil para o falso tratamento.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.