Barbados quer destituir a Rainha Elizabeth II do posto de chefe de estado

De acordo com a governadora-geral do país caribenho, Barbados quer se tornar uma república já em novembro de 2021

0

Barbados quer ser oficialmente uma república. E para isso, o país caribenho vai destituir a Rainha Elizabeth II do posto de chefe de estado. Quem disse isso foi a própria governadora-geral do país, Sandra Mason, nesta quarta-feira (16).

“Chegou a hora de deixarmos totalmente o nosso passado colonial para trás”, disse Mason em um discurso no Parlamento. A notícia ganhou muita repercussão internacional. O próprio Reino Unido já comentou. O país europeu disse que a decisão é totalmente de Barbados.

Essa informação mostra que a monarquia britânica não pretende interferir nesse processo. Na prática, Barbados já é um país independente desde o ano de 1966. Mas o país ainda manteve laços formais com a Coroa Britânica.

Funciona assim: o primeiro-ministro do país Caribe indica um governador-geral. Esse governador só pode assumir depois da nomeação da Rainha Elizabeth. Antes disso, ele não pode assumir. Ou seja, mesmo que o país seja independente, ele ainda responde à Coroa britânica.

Esse governador participa de eventos em nome da rainha. É como se fosse portanto uma espécie de representante da rainha em Barbados. O curioso é que esse cargo atualmente é de Sandra Mason. Ou seja, ela anunciou que vai destituir a rainha mesmo estando ela mesma representando a rainha.

Barbados e Rainha Elizabeth II

Ainda de acordo com Mason a ideia é que o país se torne uma Republica em uma data especial. Será quando o país completar 55 anos de independência. Mas isso só vai acontecer no próximo mês de novembro de 2021.

Ou seja, o país do Caribe tem mais de um ano para decidir se vai mesmo destituir a Rainha Elizabeth. Caso se confirme, será mais uma queda importante para a monarquia mais forte do mundo ainda hoje. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.