Banco Mundial confirma Weintraub como diretor-executivo

0

Na última quinta-feira (30), o Banco Mundial confirmou o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, como novo diretor-executivo do conselho da instituição.

“O Banco Mundial confirma que o sr. Abraham Weintraub foi eleito pelo grupo de países (conhecido como constituency) representando Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago para ser Diretor Executivo no Conselho do Banco”, informou a instituição.

“O sr. Weintraub deve assumir seu cargo na primeira semana de agosto e cumprirá o atual mandato que termina em 31 de outubro de 2020, quando a posição será novamente aberta para eleição. Diretores Executivos não são funcionários do Banco Mundial. Eles são nomeados ou eleitos pelos representantes dos nossos acionistas”, acrescentou o banco.

O ex-ministro deixou o governo de Jair Bolsonaro em 18 de junho.

Abraham Weintraub assumiu o cargo e ficou no posto por 14 meses. Nesse período, acumulou desafetos e disputas públicas com diversos grupos sociais.

Uma das polêmicas mais comentadas foi a divulgação do vídeo da reunião ministerial ocorrida em 22 de abril, com autorização do STF, onde Weintraub defendeu a prisão dos ministros e os chamou de “vagabundos”

“A gente tá perdendo a luta pela liberdade. É isso que o povo tá gritando. Não tá gritando pra ter mais Estado, pra ter mais projetos, pra ter mais… o povo tá gritando por liberdade, ponto. Eu acho que é isso que a gente tá perdendo, tá perdendo mesmo. A ge… o povo tá querendo ver o que me trouxe até aqui. Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, disse à época.

Agora a indicação precisa ser confirmada pelos demais do conselho do qual Weintraub será diretor-executivo. O banco tem sede em Washington, Estados Unidos.

Com informações do G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.