Babi e Arlindo Cruz casam novamente após 10 anos: “Renovação do amor”

A empresária explica importância do dia 13 de maio para o casal.

0
Babi e Arlindo Cruz se casam
Reprodução: Instagram

Muito amor! Após 35 anos juntos e 10 de papel assinado, Babi e Arlindo Cruz se casam novamente na noite desta sexta-feira (13), no Rio de Janeiro. Em entrevista, a esposa recorda o início do relacionamento dos dois e explica o motivo de terem demorado mais de 20 anos para subirem ao altar.

Babi e Arlindo Cruz se casam novamente

A cerimônia terá uma grande diversidade de crenças: “Eu e Arlindo somos de religião de matriz africana, do candomblé. Mas dentro do nosso cotidiano, da nossa família, temos outras religiões convivemos, acreditamos e temos fé. Então nós teremos o nosso babalorixá, que vai dar as bênçãos do candomblé, teremos um padre, que vai celebrar pelo catolicismo, uma ministra da igreja messiânica, a mesma que celebrou o nosso casamento há dez anos, um dirigente do budismo e um pastor evangélico”, conta Babi, em entrevista à Quem. No entanto, o jantar de comemoração vai ser mais intimista, apenas com alguns familiares e amigos como Alcione, Marcelo D2, Regina Casé e Hélio de la Peña.

Ademais, a empresária comenta a importância do dia 13 de maio para o casal. “É o dia em que comemoramos os pretos velhos (no Candomblé e Umbanda). E também é o dia de Nossa Senhora de Fátima, por quem tenho muita devoção. Desde que perdi minha mãe, não conseguia ser uma mãe alegre no Dia das Mães. E pensei: quero fazer esse domingo feliz, ressignificar, e casamos em um Dia das Mães, em 13 de maio”, conta.

Veja também: Filho fala sobre vício de Arlindo Cruz em drogas: “Só fez mal para ele”

‘Demora’

Juntos há 35 anos, Babi explica o motivo de terem demorado quase duas décadas para subirem ao altar e recorda que os dois se conheceram ainda adolescentes. “Fiquei noiva no dia 13 de setembro, porque minha mãe fazia aniversário no dia 12 de setembro, e o Arlindo faz no dia 14. Então, na época, comemoramos sexta, sábado e domingo. Depois, por falta de grana e oportunidade, não fizemos festa. Precisamos comprar o primeiro apartamento. Fui morar com o Arlindo com 19 anos, tive o Arlindinho com 21. Naquela época, era mais ou menos normal casar aos 18, 19 anos. E tive Flora com 33 anos e continuamos noivos”, detalha.

A celebração dos dez anos de casamento é bastante importante para Arlindo e Babi. “Mais uma década junto, a mais desafiadora e dolorida, com o medo de perder o amor da minha vida, o medo de perder o contato físico, a conchinha, o cobertor de orelha. O Arlindo é um vitorioso, me sinto uma vitoriosa nessa luta com o AVC. Ele foi desenganado pelos médicos algumas vezes e já se passaram 5 anos do AVC. Ele segue lutando com a vida e as sequelas graves. Tivemos avanços, mas regredimos bastante. Hoje ele tem o quadro clínico bem equilibrado, mas a parte neurológica é a mais dolorida”, desabafa, por fim.

Veja também: Luisa Mell recebe alta após ser internada por convulsão

 

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.