Avaliação negativa de Bolsonaro retorna ao recorde, diz XP/Ipespe

0

A pesquisa  Ipespe mostra que as taxas de rejeição do presidente Bolsonaro estão em 50% no mês de maio. De acordo com o Instituto, esse é um dos índices mais altos da história. Nesta sexta-feira (11), o Poder Data publicou uma pesquisa em que 51% dos entrevistados também estavam contra a Copa da América ser realizada no país devido aos aumentos de casos da Covid-19. 

Na mesma pesquisa do IPESPE, mostra que para 26% dos brasileiros o governo é considerado bom ou ótimo. E, cerca de 22% deles argumentam que a gestão é regular. 

Bolsonaro e a rejeição

Após o início das investigações da CPI, que nesta sexta-feira (11) contou com o depoimento de dois cientistas renomados que são contra o tratamento precoce, a popularidade  do presidente Bolsonaro vem diminuindo. Nesta semana, prestou depoimento para a CPI tanto o ministro da saúde quanto o ex-secretário do Ministério da Saúde. 

Como forma de diminuir as taxas de rejeição do governo, o mesmo vem otimizando os programas sociais. O Bolsa Família deve ter aumentos de 50% do valor atual, indo para a média de valor em R$ 250 e o auxílio emergencial pode ser prorrogado por mais dois meses. 

De acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o auxílio pode ser prorrogado até que haja a mudança de valor do Bolsa Família que deve acontecer somente no mês de outubro. 

O valor, entretanto, deve continuar o mesmo. Atualmente, aqueles que moram sozinhos recebem R$ 150, quem mora com uma ou mais pessoas recebe na faixa de R$ 250 e as mulheres grávidas responsáveis pelo sustento solo da casa recebem cerca de R$ 375. 

Além do auxílio emergencial e também do BF, há a criação de um voucher destinado para crianças de 0 a 3 anos. Dessa forma, os pais podem pagar as creches particulares no valor de R$ 250. Vale ressaltar, entretanto, que a medida foi duramente criticada por professores visto que o governo poderia investir esses R$ 6 bilhões em ensino público e creches gratuitas. 

Para quem trabalha como caminhoneiro, também haverá um voucher que ajuda a não sofrer tanto com as variações do dólar. 

 

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.