Auxílio: governo prorroga R$ 600, mas quer dividir. Entenda!

O anúncio foi feito pelo ministro Paulo Guedes. De acordo com ele, 1ª parcela será de R$ 500; depois R$100, R$ 300 e a quarta de R$ 300

1

Nesta terça-feira (30/06), o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou a prorrogação do auxílio emergencial. De acordo com pronunciamento do ministro, a proposta é que sejam pagas mais 4 parcelas. Nesse caso, o benefício somaria R$ 600 por mês.

Prorrogação do auxílio, entenda melhor

Para entender melhor, de acordo com a proposta da equipe do governo, o pagamento das parcelas ficaria da seguinte forma:

  • 500 reais no início do mês;
  • 100 reais fim do mês;
  • 300 reais no início do mês;
  • então, última parcela de 300 reais, no fim do mês.

O pronunciamento foi feito em uma cerimônia no Palácio do Planalto, sendo que, estiveram presentes o presidente Jair Bolsonaro e ministros do governo. Além disso, participaram o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e convidados.

Ainda dá tempo!

Vale ressaltar que, as pessoas que se enquadram nas regras do programa, mas que ainda não solicitaram o benefício, podem pedir até o dia 02/07, somente. De acordo com a Caixa Econômica Federal, depois desta data, o aplicativo e o site só poderão ser acessados para consultas. Veja aqui como fazer a solicitação.

Relembrando, as condições para ter direito ao benefício, de acordo com a Caixa Econômica Federal, são:

  • Ser maior de idade de 18 anos, ou então, mãe menor de 18 anos (mas que, também se encaixe nas demais regras);
  • Não ter emprego formal;
  • Não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou, então, de outro programa de transferência de renda federal – a não ser o Bolsa Família;
  • Ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50), no máximo. Ou, então, renda familiar mensal total de até três salários mínimos, ou seja, R$ 3.135;
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
  • Estar desempregado ou exercer as atividades como microempreendedor individual (MEI) ou, ainda, ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

Pronunciamento

Veja o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre a prorrogação do auxílio emergencial aqui.

Fique por dentro!

Não perca as últimas atualizações sobre programas sociais, o auxílio emergencial e os benefícios do trabalhador durante a pandemia, aqui no Brasil 123. A equipe acompanha e divulga a todo momento as últimas notícias!

 

1 comentário
  1. […] A liberação dos R$ 101,6 bilhões, de acordo com o Ministério Público, foi realizada devido à prorrogação do benefício, que foi anunciada ontem (30/06), pelo governo federal, conforme divulgado aqui, no Brasil 123. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.