Auxílio Emergencial também entra na pauta das eleições no Senado

Senadores deverão escolher um novo presidente em breve. Assim como na Câmara, Auxílio Emergencial também virou assunto por lá

2

O Auxílio Emergencial já acabou no final de dezembro do ano passado. Mas a discussão em torno do benefício segue viva. As eleições para a presidência do Senado deverão ter um tom de luta pela prorrogação ou não do Auxílio.

Os principais candidatos para ocupar a presidência não falam muito sobre o assunto. Rodrigo Pacheco, do DEM, até chegou a dizer que era a favor de uma prorrogação do auxílio no ano passado. Mas ele disse isso há vários meses atrás.

Em suas redes oficiais, ele não costuma comentar o assunto. Internamente sabe-se que esse é um tema delicado. Afinal, qualquer posição pode fazê-lo perder votos neste momento. Recentemente, ele ganhou o apoio do PT.

De acordo com o PT, um dos temas que eles colocaram em pauta foi a prorrogação do benefício. Eles afirmam que exigiram que ele aceite a manutenção do Auxílio Emergencial por mais alguns meses. Mas eles não divulgaram exatamente a resposta dele.

Seja como for, sabe-se que ele provavelmente não garantiu nada neste sentido. Pacheco, aliás, deve ser também o candidato do presidente Jair Bolsonaro, que vem afirmando que não pode mais pagar o Auxílio Emergencial.

Discussão no Senado

Recentemente, alguns senadores assinaram um pedido para que o Congresso volte a trabalhar neste exato momento. O objetivo é que a casa aprove justamente a prorrogação do auxílio emergencial para essas pessoas.

Seja como for, a tendência é que isso não vá acontecer. Enquanto isso, o que temos agora é a indefinição sobre o futuro do Auxílio, mas a certeza de que o resultado da eleição deve influenciar na continuidade ou não do benefício.

Leia Também:

2 Comentários
  1. Rosevania Diz

    #Andrejanones presidente da Câmara já

  2. […] O Auxílio Emergencial acabou. Oficialmente, o Governo só pôde fazer o repasse do dinheiro até o dia 31 de dezembro de 2020. Seja como for, o início de 2021 trouxe uma nova pergunta: “E agora?”. Vários projetos na Câmara tentam criar programas de renda mínima. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.