Auxílio emergencial: mais de 620 mil recebendo indevidamente

Entre pessoas que estão recebendo o benefício de forma irregular, o Tribunal de Contas da União (TCU) identificou cerca de 230 mil empresários, além de falecidos

4

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou, nesta terça-feira (30/06), que identificou mais um grupo de mais de 620 mil pessoas que estão recebendo o auxílio emergencial de forma irregular. O levantamento foi realizado por meio de cruzamento de dados.

Ainda, de acordo com o relatório do TCU, entre essas pessoas, cerca de 230 mil se tratam de empresários. Além disso, foram identificadas pessoas já falecidas recebendo o auxílio emergencial.

Fraudes no auxílio emergencial

De acordo com este relatório, foram identificados mais de 15 mil benefícios pagos a pessoas de alta renda. Dentre estas, parentes de políticos.

Com isso, o TCU acredita que o prejuízo aos cofres públicos ultrapassa R$ 1 bilhão.

Além disso, conforme o relatório, suspeita-se que mais de 7 mil beneficiários desta lista se tratam de presidiários.

O TCU levou os resultados do relatório ao Ministério Público, que, por sua vez, informou que já suspendeu o pagamento de 600 mil benefícios por irregularidades.

Prejuízos…

Como sempre alertamos aqui no Brasil 123, fraudar o programa traz prejuízos aos cofres públicos, à operacionalização do benefício e à população em geral.

Como denunciar fraudes no auxílio emergencial

A população pode denunciar suspeitas de fraudes com auxílio emergencial. Para fazer a denúncia, tenha dados em mãos, como o CPF, nome completo e endereço da pessoa suspeita. Depois, entre em contato pelos números de telefone: 121 ou 0800-707-2003.

Ainda, é importante que pessoas que não pediram o auxílio se certifiquem de que ninguém usou o seu CPF para cometer fraudes. Para isso, consulte o número de seu CPF em alguns dos sites oficiais, como, por exemplo: consultaauxilio.dataprev.gov.br ou pelo Portal da Transparência. Entre em contato pelos canais mencionados anteriormente, se suspeitar de uso indevido dos seus dados.

Para saber se você é vítima de fraudes no benefício

Também, é importante se certificar de que o seu CPF não foi usado por terceiros para fraudar o auxílio emergencial. Isso, para que você não tenha problemas com a Justiça. Para fazer essa consulta e como proceder, veja as orientações aqui.

Acompanhe!

Informações atualizadas sobre o auxílio emergencial, aqui. Não deixe de acompanhar!

4 Comentários
  1. Sharon Diz

    Enquanto empresarios recebem, parte da população de baixa renda continua prejudicada, esperando a conclusao da analise e da avaliação.
    Como sempre só o pobre se prejudica em tudo.
    Quando não é a resposta da analise, é esse absurdo para liberar o dinheiro. Como é que liberam agora para conta digital, e só poderam sacar em setembro, como ficam as contas a serem pagar, os alugueis atrasados?
    Total descaso com o povo/pobre..

    1. Dilamarque Diz

      Eu recebi a primeira parcela e até agora não recebi a segunda, pois olho e vejo lá que eu recebi com desconformidades com a lei, agora eu queria saber pq .?Eu sou solteira e mãe de 3filhos e mora todos comigo.tem muita gente que não tem filhos e recebe .esse governo é muito injusto com as pessoas que realmente precisa de ajuda

  2. Mara Diz

    Muitas pessoas que moram no exterior tbm estão recebendo.
    Está na hora de verificar essas pessoas tbm.

  3. Edilania Diz

    Agora só me diga, como a pessoa vai ter acesso ao documento do fraudador? Teria que ter uma forma mais fácil de fazer a denuncia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.