Auxílio Emergencial: Mais de 5 milhões de beneficiários recebem nesta sexta

1

Uma nova parcela do Auxílio Emergencial será paga pela Caixa Econômica Federal nesta sexta-feira (27). Cerca de 5,2 milhões de pessoas, dentro e fora do Bolsa Família, terão direito de receber o benefício hoje.

Para os que recebem pelo Bolsa Família, esse pagamento se trata da 3ª parcela no valor de R$ 300. Pelo Bolsa, recebem os beneficiários cujo número do NIS encerra em 9.

Para os demais beneficiários, o banco realiza pagamentos para os nascidos em abril. Sendo 3,4 milhões recebendo o valor de R$ 300, e outros 200 mil beneficiários com direito de receber a parcela no valor de R$ 600.

Os contemplados de hoje (fora do Bolsa) poderão realizar, no primeiro momento, o pagamento de contas com o dinheiro creditado em sua conta poupança social digital da Caixa. Para quem deseja o dinheiro em espécie, deverá aguardar até o dia 6 de janeiro.

Beneficiários desta sexta 

  • 1,6 milhão de beneficiários que fazem parte do Bolsa Família, cujo número do NIS encerra em 9, recebem a 3ª parcela de R$ 300
  • 200 mil beneficiários do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em abril, recebem a próxima parcela de R$ 600:
    – pedidos aprovados que já receberam 4 parcelas terão direito a quinta parcela;
    – pedidos aprovados que já receberam 3 parcelas terão direito a quarta parcela;
    – pedidos aprovados que já receberam 2 parcelas terão direito a terceira parcela;
    – pedidos aprovados que já receberam 1 parcela terão direito a segunda parcela.
  • 3,4 milhões de beneficiários do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em abril, recebem a próxima parcela de R$ 300:
    – beneficiários que já receberam as 5 parcelas de R$ 600 recebem a primeira de R$ 300
    – beneficiários que já receberam 1 parcela de R$ 300 recebem a segunda parcela de R$ 300
    – beneficiários que já receberam 2 parcelas de R$ 300 recebem a terceira parcela de R$ 300

Leia Também:

1 comentário
  1. […] O Auxílio Emergencial vai continuar em 2021? Talvez nem o Governo Federal saiba essa resposta ainda. Enquanto a gente tenta adivinhar o futuro, economistas se dividem sobre o impacto que uma possível prorrogação do Auxílio pode causar nas contas públicas. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.