Auxílio Emergencial: governo quer pagar quatro parcelas de R$250

Ideia do Governo é apresentar a proposta de R$200. Mas o Congresso deverá subir o valor desse auxílio para R$250

2

O Governo definiu os detalhes daquela que pode ser a prorrogação do Auxílio Emergencial. De acordo com as informações de fontes oficiais, a ideia é pagar quatro parcelas de R$250 para cerca de 40 milhões de pessoas.

A ideia inicial do governo é apresentar uma proposta de quatro parcelas de R$200. Mas o próprio Planalto acredita que os parlamentares irão subir esse valor. E estará tudo bem, desde que eles não passem de R$250.

Então o mais provável é que o Governo e o Congresso fechem o acordo para quatro pagamentos de R$250. Ainda não está claro quais pessoas terão direito a essa prorrogação. Mas se sabe que quem faz parte do Bolsa Família receberia o montante também.

Hoje, a média de pagamentos do Bolsa Família está na casa dos R$190. Dessa forma, dá para dizer que a mudança para o Auxílio Emergencial não seria muito grande para essas pessoas. Mas para quem está sem renda agora, esse dinheiro pode fazer muita diferença.

Ainda de acordo com informações de fontes do Governo, esse seria o valor máximo que o Ministério da Economia conseguiria oferecer. Assim, nem adiantaria cobrar um valor maior ou mesmo mais tempo de pagamento. Paulo Guedes diz que ele não vai recuar quanto a isso.

Valor do Auxílio

Neste último final de semana, o Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) disse que iria tentar subir esse valor para a casa dos R$300. Mas aparentemente ele não conseguiu. Isso porque Paulo Guedes já fechou a conta sobre esse assunto.

Seja como for, a ideia inicial do Governo é mesmo aprovar a PEC Emergencial. É uma PEC que vai permitir que eles gastem um pouco mais do que vinha fazendo. É uma tentativa de driblar aquilo que se chama na área econômica de teto de gastos.

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a votação da PEC Emergencial que trata da retomada do auxílio emergencial. Na próxima quinta-feira, 25 de fevereiro, a proposta de emenda pode ser aprovada em dois turnos […]

  2. […] Na prática, quem recebe o Bolsa Família hoje vai sentir apenas uma pequena diferença na hora de sacar o novo Auxílio. É que a média atual de pagamentos do Bolsa está na faixa dos R$190. O novo auxílio tende a pagar quatro parcelas de R$250. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.