Auxílio Emergencial: Estados adotam novos programas; confira quem tem direito

Confira as informações sobre os novos benefícios

0

Diante das dificuldades ocasionadas pela pandemia muitos estados passaram a implementar os seus benefícios como forma de apoio à população. Este foi o caso, por exemplo, de São Paulo e Rio de Janeiro, que anunciaram apoio financeiro para a população mais carente e com maior vulnerabilidade. Conheça os programas.

Bolsa do Povo

O Governador João Doria sancionou recentemente o programa social do Governo de São Paulo, com o objetivo de concentrar a gestão de benefícios, ações e projetos para as pessoas em situação de vulnerabilidade social. Somente para 2021, estão previstos R$ 1 bilhão em recursos para o Bolsa do Povo. Também está prevista a contratação de mães e pais nas escolas, além da contratação de agentes de apoio na Saúde.

O programa vai pagar benefícios de até R$500 e poderá beneficiar até 500 mil pessoas direta e indiretamente nos 645 municípios. Além disso, os benefícios serão pagos prioritariamente a mulheres vítimas de violência doméstica ou que são arrimo de família.

De acordo com o governador, terão direito aqueles que fazem parte dos seguintes programas:

  • Bolsa Trabalho;
  • Bolsa Auxílio – Via Rápida;
  • Bolsa Talento Esportivo;
  • Bolsa Aluguel Social;
  • Bolsa Renda Cidadã;
  • Ação Jovem;
  • Contratação de agentes de apoio.

A princípio, os pagamentos serão realizados diretamente para quem já está cadastrado em um destes programas.

Início do Programa

Ainda não foram divulgadas informações oficiais sobre as condições de pagamento, mas sabe-se que em breve haverá a disponibilização de cartões físicos para todos os beneficiários do estado, e existe a expectativa de uma versão virtual para que os usuários possam movimentar o dinheiro sem a necessidade de sacá-lo de forma similar ao que já acontece no aplicativo Caixa Tem para o auxílio emergencial 2021.

Supera RJ

O auxílio emergencial do Rio de Janeiro foi anunciado em março deste ano, prometendo pagamentos em parcelas de R$ 200 a R$ 300 para as famílias contempladas, sendo que este valor depende da composição familiar, ou seja, os critérios avaliam aquelas famílias com ou sem filhos para a distribuição de um menor ou maior valor:

  • Auxílio de R$ 200 por mês: famílias sem filhos;
  • Auxílio de R$ 250 por mês: famílias com um filho;
  • Auxílio de R$ 300 por mês: famílias com dois filhos ou mais.

Os critérios estabelecidos para participar são:

  • Devem ter mais de 18 anos de idade. A exceção reside para as mães adolescentes;
  • Os que estiverem inscritos no Cadastro Único e possuam renda familiar igual ou inferior a R$ 178 por pessoa;
  • Perderam o emprego formal, com salário de até R$ 1.501, a partir de 13 de março de 2020;
  • Não podem ter nenhuma fonte de renda;
  • Não podem estar recebendo seguro-desemprego.

Segundo o governo do Estado, o benefício se estenderá até o final do ano, e contempla também linhas de crédito com pagamento em até 5 anos, para as micro e pequenas empresas afetadas pelos impactos da pandemia:

  • Agentes e produtores culturais;
  • Agricultores familiares;
  • Cooperativas e associações de pequenos produtores;
  • Empreendimento da economia popular solidária;
  • Micro e pequenos empreendedores que atuam em territórios de favela e demais áreas populares;
  • Microempreendedores individuais (MEIs);
  • Negócios de impacto social;
  • Profissionais autônomos;
  • Profissionais da beleza.

Inscrições

Os requerimentos devem ser feitos pelo Portal do Supera RJ. Os beneficiários serão reavaliados mensalmente, no sentido de manter os pagamentos apenas para quem continuar atendendo aos critérios mínimos.

Pagamentos

De acordo com o governo do Rio, as parcelas do Supera RJ serão transferidas através de cartões, que começaram a ser entregues no dia 5 de junho. Os pagamentos do Supera RJ acontecerão nos dias 15 e 20 de cada mês, conforme o grupo do beneficiário. Para os beneficiários do CadÚnico a data será dia 15, para os demais 20.

Atendimento

Para entrar em contato com Call Center do Programa SUPERA RJ, ligue para 0800 071 7474, de segunda à sexta das 08h às 20h30, e sábados de 08h às 14h30.

Leia ainda: Como voltar ao Bolsa Família quando o auxílio emergencial terminar? Veja aqui

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.