Auxílio Emergencial 2021: Veja quem recebe o benefício nesta quinta, 15

0

A Caixa Econômica Federal realiza um novo pagamento do Auxílio Emergencial nesta quinta-feira, 15 de abril. Farão jus ao benefício os nascidos em maio, os quais poderão movimentar o valor por meio da Conta Poupança Social da Caixa.

Veja o calendário de abril a partir de hoje, 15

  • Nascidos em maio, no dia 15, quinta-feira;
  • Nascidos em junho, no dia 18, domingo;
  • Nascidos em julho, no dia 20, terça-feira;
  • Nascidos em agosto, na quinta-feira, dia 22;
  • Nascidos em setembro, no domingo, dia 25;
  • Nascidos em outubro, na terça-feira, dia 27;
  • Nascidos em novembro, na quinta-feira, dia 29;
  • por fim, segundo o calendário de abril do auxílio emergencial, os nascidos em dezembro vão receber dia 30, sexta-feira.

A Caixa divulgou calendários distintos de depósito e saque. Essa medida foi tomada com base na grave crise de saúde que o país enfrenta por conta da Covid-19. De forma geral, quem prefere receber o dinheiro em espécie (em mãos), pode esperar até um mês depois do depósito.

O valor da parcela do benefício em média é de R$ 250,00, porém com duas exceções: famílias unipessoais, que recebem R$ 150,00 e famílias monoparentais femininas, as quais terão direito a R$ 375,00. Por conta de novas regras no recebimento do benefício, 45 milhões seriam atendidas, número inferior ao de 2020, quando 68 milhões receberam.

Auxílio para inscritos no Bolsa Família

Está cada vez mais próximo o primeiro pagamento do Auxílio Emergencial para os beneficiários inscritos no Bolsa Família. De acordo com o calendário divulgado pela Caixa Econômica Federal, a primeira parcela para este grupo será liberada amanhã, sexta-feira (16) para quem tiver o NIS encerrado em 1.

As parcelas para beneficiários do Bolsa seguem até o dia 30 de julho, quando acontece o pagamento da última parcela do benefício. O calendário foi feito com base no número final do NIS, de acordo com o cronograma comum do benefício.

Calendário Completo do Bolsa Família

Final do NIS 1ª parcela (abril) 2ª parcela (maio) 3ª parcela (junho) 4ª parcela (julho)
1 16 de abril 18 de maio 17 de junho 19 de julho
2 19 de abril 19 de maio 18 de junho 20 de julho
3 20 de abril 20 de maio 21 de junho 21 de julho
4 22 de abril 21 de maio 22 de junho 22 de julho
5 23 de abril 24 de maio 23 de junho 23 de julho
6 26 de abril 25 de maio 24 de junho 26 de julho
7 27 de abril 26 de maio 25 de junho 27 de julho
8 28 de abril 27 de maio 28 de junho 28 de julho
9 29 de abril 28 de maio 29 de junho 29 de julho
0 30 de abril 31 de maio 30 de junho 30 de julho

 

Valor das parcelas do auxílio podem aumentar?

O pagamento do Auxílio Emergencial tem sido realizado desde o dia 06 de abril pelo Governo Federal. A primeira parcela foi para os nascidos em janeiro, fevereiro, março e abril. Nesta quinta-feira (15) farão jus ao benefício os nascidos em maio.

Apesar de ter começado os pagamentos, deputados federais e outras figuras públicas seguem “brigando” para que o valor atual, de até R$ 375, seja aumentado para R$ 600.

Segundo o Ministério da Cidadania, pasta responsável pelo gerenciamento do Auxílio, os valores de R$ 150 e R$ 375 foi definido com base na realidade fiscal do governo. Apesar de justificarem, diversos parlamentares não concordam com tal posição do governo.

Apesar de ser o anseio de grande parte da população beneficiária, a qual tem ciência que o valor liberado sequer atende as necessidades básicas alimentar, o fato é que o aumento nesse momento é impossível. O Governo colocou a Medida Provisória (MP) do Auxílio em validação sem discussão no Congresso. E constitucionalmente eles podem fazer isso já que a MP tem validade de 120 dias quando não há discussão no Parlamento.

Seja qual for o desfecho, deputados opositores seguem tentando de algum modo aumentar o valor para R$ 600. Na última segunda (12), por exemplo, o Deputado Federal Helder Salomão (PT-ES) disse que sua luta pelo aumento do Auxílio continua. O parlamentar usou suas redes sociais para se posicionar frente ao assunto.

Leia também: Auxílio Emergencial: Saiba como sacar em espécie antes do calendário

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.