AUXÍLIO CAMINHONEIRO E TAXISTA: Trabalhadores terão RETROATIVO somando R$ 2.000

As duas categorias terão o repasse de uma parcela extra em agosto

0

Quem acompanha o Brasil 123 está atualizado a respeito das regras que o Governo Federal vem anunciando para o Auxílio Caminhoneiro e Auxílio Taxista.

Para quem não está por dentro do tema, é válido explicar que esses dois novos benefícios têm validade até dezembro deste ano, e foram viabilizados pela aprovação da chamada PEC do Estado de Emergência.

A saber, essa é a mesma PEC que proporcionou o aumento do Auxílio Brasil para R$ 600 e o pagamento em dobro do Vale Gás até o final de 2022.

AUXÍLIO CAMINHONEIRO E TAXISTA: Trabalhadores terão RETROATIVO somando R$ 2.000
Foto: Reprodução

Parcela retroativa para o Auxílio Caminhoneiro e Auxílio Taxista

Por meio de Medida Provisória (MP), o governo destina R$ 10,9 bilhões para o pagamento de um voucher para os caminhoneiros e motoristas de táxi.

Para as duas categorias, cabe explicar que o texto aprovado e promulgado determina o pagamento de 6 parcelas para cada benefício, até dezembro deste ano.

E como o calendário entrará em execução apenas em agosto, teremos além do pagamento do mês corrente, o crédito retroativo do mês de julho.

Desse modo será possível totalizar as 6 parcelas, considerando o período de julho a dezembro de 2022.

Leia também: VALE GÁS DE R$ 110: Início dos pagamentos está definido; veja o calendário

Benefício para a categoria dos caminhoneiros

Oficialmente batizado de Benefício Emergencial aos Transportadores Autônomos de Carga (BEm Caminhoneiro), o programa vem sendo chamado de forma mais comum de Auxílio Caminhoneiro, e começa no dia 9 de agosto, contemplando mais de 850 mil caminhoneiros.

Ainda mais, o valor das duas primeiras parcelas está estabelecido em R$ 1.000 cada.

Parcela

Previsão de pagamento

9 de agosto

9 de agosto

24 de setembro

22 de outubro

26 de novembro

17 de dezembro

Auxílio Taxista

Já o Benefício Emergencial aos Motoristas de Táxis (BEm-Taxista) começa no dia 16 de agosto para os profissionais inscritos pelas prefeituras.

O governo também vai pagar 6 parcelas, sendo que as duas primeiras estão confirmadas no valor de R$ 1.000 cada.

No entanto, é preciso saber que após o novo prazo para envio das informações dos motoristas de táxi pelas prefeituras, que permitirá avaliar o número exato de profissionais elegíveis, as próximas parcelas poderão ter alteração no valor por conta de restrição no orçamento.

Parcela

Previsão de pagamento

16 de agosto

16 de agosto

(para quem teve os dados reportados pela prefeitura depois da 1ª remessa)

30 de agosto

(para quem teve os dados reportados pela prefeitura depois da 1ª remessa)

30 de agosto

24 de setembro

22 de outubro

26 de novembro

17 de dezembro

Leia ainda: Bolsonaro sanciona EMPRÉSTIMO CONSIGNADO para beneficiários do AUXÍLIO BRASIL

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.