AUXÍLIO BRASIL: mães solteiras podem receber valor EM DOBRO

Deputado federal André Janones (Avante) deverá solicitar pagamento em dobro do auxílio em 2023 ao ex-presidente Lula (PT)

0

Com a proximidade das eleições presidenciais, as movimentações nos bastidores estão cada vez mais intensas. Nesta quinta-feira (4), o deputado federal André Janones (Avante) deverá se reunir com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). E a intenção do parlamentar é solicitar o pagamento em dobro do Auxílio Brasil às mães solteiras do país.

Em resumo, a Emenda Constitucional nº 123 permitiu ao governo gastar R$ 41,2 bilhões além do teto de gastos. Por isso, o Auxílio Brasil foi turbinado e pagará R$ 600, em vez dos R$ 400 mensais, entre agosto e dezembro deste ano. Contudo, não há indicação para a permanência do valor em 2023.

Tanto o presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição, quanto os seus adversários políticos, como Lula e Ciro Gomes (PDT), já afirmaram que desejam manter o Auxílio Brasil em R$ 600 no próximo ano. Contudo, não é tão simples manter o benefício de R$ 600 em 2023, pois há diversas questões a serem resolvidas.

Seja como for, o deputado Janones pedirá a Lula que mantenha o auxílio com o valor turbinado no próximo ano. Além disso, ele também reivindicará que as mães solo recebam R$ 1,2 mil mensalmente, assim como acontecia com o Auxílio Emergencial.

AUXÍLIO BRASIL: novos beneficiários vão receber valor retroativo?

Veja mais detalhes do Auxílio Brasil dobrado para as mães solteiras

Apesar de todas essas movimentações, que seriam bastante positivas para a população, tudo não passa de ideias. Em primeiro lugar, a reunião e os pedidos se baseiam em uma eventual vitória de Lula à presidência, mas o país só conhecerá o novo presidente em outubro.

Também vale destacar que o novo presidente, sendo Lula ou Bolsonaro, precisará ter apoio do Congresso Nacional. Caso os parlamentares não aprovem a proposta de aumento do valor do Auxílio Brasil em 2023, o benefício continuará pagando R$ 400 por mês.

E o pagamento dobrado a mães solteiras é algo ainda mais complicado de acontecer. Por isso, resta continuar atento às promessas dos candidatos para cobrá-los no próximo ano, seja qual for o resultado das eleições.

Leia também: VALE-GÁS: mais de 5,6 MILHÕES vão receber benefício em agosto

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.