Aulas na pandemia: professores imunes serão chamados

O governo de São Paulo anunciou a retomada das aulas presenciais para o ensino médio. Saiba como será a retomada do ensino nas escolas.

0

Recentemente, a prefeitura de São Paulo anunciou o retorno das aulas presenciais para os estudantes do ensino médio. A decisão, anunciada na última semana, será válida para as escolas da rede pública e privada de ensino. Como resultado, as escolas poderão retomar as aulas presenciais para o ensino médio a partir do dia 3 de novembro.

Acima de tudo, para justificar o retorno dos adolescentes às escolas, Edson Aparecido alega que esses jovens não estariam mais realizando o isolamento social. Segundo o secretário Municipal da Saúde, uma vez que esses jovens já estariam em circulação, o seu retorno para o ambiente escolar não deveria causar grandes impactos no que se refere ao número de contaminações pela Covid-19.

Diferente da determinação para as demais séries escolares, o ensino médio não terá um limite máximo de alunos nas salas de aula. Além disso, os docentes que retornarão para as aulas presenciais serão aqueles que já possuem imunidade contra o vírus. Ou seja, aqueles professores que já foram contaminados pela Covid-19. Do mesmo modo, esses estudantes deverão ser submetidos a um teste para avaliar o seu nível de aprendizagem durante as aulas remotas. 

Apesar disso, a recomendação do Conselho Nacional de Educação (CNE) é que as escolas evitem reprovar os estudantes neste ano letivo. Porém, essa é apenas uma recomendação, e ficará a cargo de cada escola decidir sobre as reprovações. Para evitar que os estudantes reprovem propositalmente, com a intenção de repor as aulas perdidas durante a pandemia, foi criado o quarto ano do ensino médio, que já estará disponível em 2021.

Aulas na educação infantil

Em contrapartida, no caso da educação infantil e do ensino fundamental, serão mantidas apenas as atividades extracurriculares. Recentemente, São Paulo conseguiu zerar a fila de espera por vagas nas creches. Pois, com a pandemia, a busca de vagas para os estudantes diminuiu. Entretanto, espera-se que, em 2021, a busca pelas vagas nas escolas deve voltar a crescer. Isso de deve, em especial, a uma possível campanha de vacinação contra a Covid-19, ainda nos primeiros meses do ano. Dessa forma, com a retomada de suas atividades, mais pais deverão buscar por vagas para as crianças.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.