Após trocar presidente da Petrobras, Bolsonaro volta a falar em mudanças

Bolsonaro, voltou a falar sobre trocas. Neste sábado, ele indicou que deve realizar novas mudanças em cargos do governo federal nos próximo dias

11

O Presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem Partido), voltou a falar sobre trocas. Neste sábado (20), o chefe do Executivo indicou que deve realizar novas mudanças em cargos do governo federal nos próximo dias.

Leia também: Reajustes de combustíveis pode elevar a inflação: “dólar está alto”

A fala de Bolsonaro foi feita durante a  cerimônia de formatura de alunos da Escola Preparatória de Cadetes (EspCEx), em Campinas, São Paulo. De acordo com o presidente, ele precisa “trocar as peças que por ventura não estejam dando certo.” Nesse sentido, Bolsonaro afirmou que há possibilidade de mais trocas na semana que vem, mas sem detalhes.

A declaração do presidente foi feita um dia após ele anunciar a troca no comando da Petrobras. Na noite de ontem, sexta-feira (19), como foi publicado pelo Brasil123, o presidente compartilhou uma nota oficial do Ministério das Minas e Energia (MME) que informava a indicação do general Joaquim Silva e Luna para o cargo de presidente da empresa.

Bolsonaro anunciou em sua conta do Facebook que trocará o comando da Petrobras, a maior empresa estatal do país. (Foto: reprodução)

Joaquim Silva e Luna vai substituir Roberto Castello Branco, que está no cargo desde o início do governo, em janeiro de 2019. Agora, para ocupar a vaga deixada por Silva e Luna, que ocupava o cargo de diretor-geral brasileiro da usina hidrelétrica Itaipu Binacional, Bolsonaro indicou o general de reserva do Exército João Francisco Ferreira.

Entenda: Bolsonaro anuncia que trocará o presidente da Petrobras

A mudança na Petrobras ocorre em meio a recentes aumentos no preço dos combustíveis e um dia depois do governo anunciar que vai zerar os impostos federais que incidem sobre o gás liquefeito de petróleo (GLP) – o gás de cozinha – e o óleo diesel.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

11 Comentários
  1. […] consequência da recente decisão do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) de indicar o general Joaquim de Luna e Silva para substituir o atual presidente da petroleira, […]

  2. […] autonomia. Assim, ele anunciou na última sexta (19) a troca do presidente da Petrobras. Com isso, o general Joaquim Silva e Luna assumirá o cargo ocupado por Roberto Castello Branco desde o início do governo, em janeiro de 2019. Tudo isso preocupa os investidores, que temem […]

  3. […] do plano Real. Vale a pena lembrar que, na última sexta-feira (19), antes mesmo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) anunciar um novo presidente para a Petrobras, a estatal já tinha perdido R$ 28 bilhões em valor […]

  4. […] da 1ª Região, em Belo Horizonte (MG), determinou, nesta segunda-feira (22), que o presidente, Jair Bolsonaro (Sem Partido), a União e também a Petrobras expliquem, no prazo de 72 horas, a indicação do general Joaquim […]

  5. […] Bolsonaro anunciou na última sexta (19) a troca do presidente-executivo da Petrobras. Com isso, o general Joaquim Silva e Luna assumiria o cargo ocupado por Roberto Castello Branco desde o início do governo, em janeiro de 2019. Isso acabou preocupando muito os operadores, que […]

  6. […] Bolsonaro anunciou na última sexta (19) a troca do presidente-executivo da Petrobras. Com isso, o general Joaquim Silva e Luna assumiria o cargo ocupado por Roberto Castello Branco desde o início do governo, em janeiro de 2019. Isso acabou preocupando muito os operadores, que […]

  7. […] Bolsonaro anunciou na última sexta (19) a troca do presidente-executivo da Petrobras. Com isso, o general Joaquim Silva e Luna assumiria o cargo ocupado por Roberto Castello Branco desde o início do governo, em janeiro de 2019. Isso acabou preocupando muito os operadores, que […]

  8. […] resumo, a Petrobras sofreu diversas interferências políticas recentemente. Isso não foi visto com bons olhos pelo mercado. Por isso, na última terça (23), após a […]

  9. […] resumo, a Petrobras sofreu diversas interferências políticas recentemente. Isso não foi visto com bons olhos pelo mercado. Por isso, na última terça (23), após a […]

  10. […] resumo, a Petrobras sofreu diversas interferências políticas recentemente. Isso não foi visto com bons olhos pelo mercado. Por isso, na última terça (23), após a […]

  11. […] primeiro lugar, a Petrobras sofreu interferências políticas recentemente. Isso não foi visto com bons olhos pelo mercado. Assim, após a repercussão negativa, o governo […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.