Anvisa amplia estudos de vacina contra Covid-19

0

Nesta última terça-feira (15), a A Anvisa autorizou a ampliação dos estudos da vacina Oxford-Astrazeneca contra a Covid-19. Essa nova etapa incluirá mais 5 mil voluntários e, então, o estudo contará com 10 mil participantes no Brasil.

Além disso, foi autorizada a ampliação da faixa etária dos participantes, com a inclusão de maiores de 69 anos de idade. Além disso, os testes serão realizados em outros dois estados: Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul, que se somam a São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

De acordo com informações divulgadas pela Anvisa, a solicitação foi feita pelo laboratório Astrazeneca, responsável pelo desenvolvimento da vacina, juntamente com a Universidade de Oxford.

A produção desta vacina, que tem o Reino Unido como país de origem, prevê a transferência de tecnologia para Biomanguinhos. A Anvisa explica que, uma vez registrada a vacina, ela poderá ser produzida no Brasil.

Ainda de acordo com a Agência, também foi autorizada, na semana passada, uma mudança nos estudos conduzidos pela Pfizer-Wyeth. Nesse caso, foi solicitada a inclusão de novo local de fabricação para as vacinas que estão sendo utilizadas nos testes.

Estudos da vacina de Oxford voltam após suspensão

Os estudos da vacina ChAdOx1 nCoV-19 contra a Covid-19, também conhecida como vacina de Oxford, da empresa AstraZeneca, foram retomados no dia 12 de setembro, após serem suspensos no Brasil, e nos demais países participantes, no dia 08 de setembro. A decisão ocorreu após um evento adverso grave em uma voluntária do estudo na Inglaterra. O evento adverso e sua relação com a vacina ainda estão em investigação.

De acordo com as informações divulgadas, a Anvisa continuará acompanhando todos os eventos adversos observados durante o estudo e, caso seja identificada qualquer situação grave com voluntários brasileiros, irá tomar as medidas cabíveis para garantir a segurança dos participantes.

Com informações da Anvisa

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.