Antonia Fontenelle e Leo Dias se pronunciam após polêmica com Klara Castanho

Atriz foi vítima de um estupro e escreveu uma carta aberta após ver seu nome em alta das redes sociais.

0
Antonia Fontenelle e Leo Dias
Reprodução

Após soltarem informações sigilosas do processo de adoção voluntária de Klara Castanho, que foi vítima de um estupro, e até proferirem críticas contra a atriz, Antonia Fontenelle e Leo Dias se pronunciam. Os dois contam a versão deles na história e se desculpam com a artista após uma carta aberta escrita pela global, contando toda a violência que sofreu.

Antonia Fontenelle e Leo Dias se pronunciam sobre caso Klara Castanho

Antonia Fontenelle afirma que também está sendo ‘vítima’, já que diz não ter citado o nome da atriz. “Vou me dirigir diretamente à Klara Castanho, apesar de não ter citado o nome dela na minha live. Ela se apresentou ontem e eu saí mais uma vez de vilã da história por algo que eu não fiz. Eu não falei o nome dela, preservei o nome dela. Klara você tem 21 anos de idade, você não é menor, e vai entender. O que chegou até mim não foi o que você escreveu na sua carta. Quem me conhece sabe que eu faço um trabalho pesado contra a violência doméstica, eu acho abominável. Eu acho que deveria ter pena de morte para estuprador”, aponta.

Ademais, ela oferece ajuda à Klara e promete fazer o agressor da atriz pagar pelo que fez. “Eu também quero te oferecer ajuda. Isso aqui não é papo de internet e também não é para ser aceita. Eu quero me colocar à sua disposição para fazer o possível e o impossível para colocar quem fez isso com você na cadeia. O relato de que você sofreu uma violência veio ontem. Me deixe chegar até quem fez isso com você e fazer ele pagar. Esse é o meu trabalho”, disparou, por fim.

‘Covardemente exposta’

Leo Dias, por sua vez, admitiu o erro que cometeu ao ter exposto a atriz e contou seu lado da ocasião, onde afirma ter recebido diversos relatos, inclusive de uma profissional de um hospital privado, antes mesmo de ter publicado a notícia dos dados do bebê de Klara.

“Fiquei surpreso ao saber que a mulher que deu à luz aquela criança era Klara Castanho. Até aquele momento, eu não tinha noção do contexto de violência envolvendo a gestação. Meu contato com Klara não era próximo, mas, há alguns meses, a mãe dela me mandou uma mensagem carinhosa pelo Instagram e achei que eu deveria, por intermédio deste contato, mandar uma mensagem para ela no sentido de entender o que estava ocorrendo. (…) Klara me relatou a violência de que foi vítima. E sua decisão de entregar a criança para a adoção. Me pediu que eu não escrevesse sobre o assunto. E eu, prontamente, me comprometi com ela a não expor a história publicamente”, inicia.

No entanto, o colunista teria mudado de ideia ao receber relatos com vídeos e posts de influenciadores falando sobre o assunto. “A postagem que fiz relatando o nascimento da criança e a adoção foi posterior à carta que Klara escreveu sobre tudo o que passara. Ela foi covardemente exposta. Tenho consciência disso. Errei ao publicar qualquer linha a este respeito. Mesmo que a revelação da história não tenha partido de mim, mesmo que Klara tenha escrito uma carta pública narrando a dor que sentiu com toda esta violência e que eu só tenha escrito sobre o assunto após a carta dela ser publicada”, declarou.

Pedido de desculpas

Por fim, Leo Dias se desculpa com Klara: “Mesmo que eu soubesse de tudo desde o início, eu não deveria ter escrito nenhuma linha sobre esta história ou ter feito qualquer comentário sobre algo que não tenho o direito de opinar. Apesar da minha proximidade com o fato, reconheço que não tenho noção da dor desta mulher. E, por isso, peço, sinceramente, perdão à Klara”.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.