Anitta se posiciona sobre política anti-LGBTQIA+ no Catar: “Discriminar os outros é parte da cultura agora?”

Anitta fala sobre o país que sediará a Copa do Mundo em 2022

0

Anitta se pronunciou nas redes sociais, na última sexta-feira (17), sobre a política anti-LGBTQIA+ do Catar, o país que sediará a Copa do Mundo este ano. O local, localizado no Oriente Médio, é um país mulçumano, ou seja, segue as regras do Alcorão – que abomina relações entre pessoas do mesmo sexo.

Raphael Veiga e Bruna Santana surgem juntos após término de noivado

“Gente… de uma vez por todas. Repudiar LGBTQ+, desejar a ‘cura ou morte’, desejar o fim, a aniquilação de pessoas LGBTQ ou proibir pessoas LGBTQ+ de transitar num ambiente ou de serem eles mesmos NÃO É CULTURA. Não existe “respeite a cultura do outro” porque isso não é cultura”, começou a Poderosa.

Anitta pede que o respeito seja dado para todos, independente de sua orientação sexual: “E não me mande respeitar alguém que não respeita os outros. PONTO. Se você não me respeita eu não te respeito de volta. E um beijooooo. Porque na minha religião e na minha cultura pode ter gay, travesti, trans, mulher com mulher…e aí, tá respeitando a minha? Então vai-te pro c*@#! Não, não tenho paciência. Não existe religião, cultura ou bíblia que possa dizer pra um ser humano que Deus tá te pedindo pra repudiar os outros dessa maneira”.

Anitta fala sobre a falta de direito das mulheres também

No Instagram, após a repercussão da notícia, Anitta falou também sobre a discriminação que as mulheres enfrentam no seu dia a dia: “O povo comentando ‘respeita a cultura dos outros’, mas que cultura gente? Discriminar os outros é parte de cultura agora? ‘Na minha cultura gente gay tem que se curar ou morrer’. Hmm, maneiro hein? Respeito sua cultura se você respeitar minha sexualidade”.

“Aliás, para as mulheres que estão comentando ‘respeita a cultura, respeita a família’, lá mulher não pode entrar no estádio, ok? O marido vai ver os jogos e a mulher fica guardadinha. Então o comentário ‘não gostou, fica no Brasil’ serve para as mulheres também, que se forem não vão poder ver um joguinho de futebol”, lamentou a intérprete de ‘Envolver’.

Anitta afirmou que mulheres sequer podem entrar em estádios no Catar (Foto: Reprodução/Instagram)
Reprodução/Instagram

Veja também: Whindersson Nunes desabafa sobre a morte do filho: “Você vê sua fé se perdendo”

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.