Amber Heard acusa Johnny Depp: “Ele dizia que poderia me matar”

A atriz e o ator se enfrentam em um julgamento de U$50 milhões

0

Amber Heard testemunhou, na tarde da última quarta-feira (4), em processo aberto por Johnny Depp no tribunal do Condado de Fairfax na Virgínia, nos Estados Unidos. A atriz de 36 anos deu sua versão sobre os supostos abusos, físicos e sexuais, que o astro teria a infligido.

‘Verdades Secretas 3’ é engavetada pela TV Globo, afirma colunista

A estrela de ‘Aquaman’ diz que se apaixonou por Depp durante as gravações do filme ‘Diário de um Jornalista Bêbado’ em 2011. Amber revela que recebia diversos presentes e muita atenção de Johnny, que a faziam se sentir como se valesse “um milhão de dólares”.

A relação, no entanto, teria se tornado violenta após ela brincar sobre a tatuagem do ex-marido, que lia-se ‘Wino Forever’, ou seja ‘Bêbado para sempre’: “Eu ri [depois que ele me bateu]. E eu ri porque eu não sabia mais o que fazer. E eu continuei, achando que ele diria que era uma brincadeira, mas ele afirmou: ‘Você acha que é tão engraçado. Você acha que é uma v*dia engraçada’ e me bateu de novo”. Depp alega que essa agressão nunca ocorreu.

Amber relembra outros atos de suposta violência

Logo depois, ela afirma que Depp começou a chorar, pedir desculpas. Amber diz que a relação continuou nesse ciclo de violência e perdão, relembrando de uma cena no qual ele a teria atingido na frente da filha dele, Lily Rose Depp – que defende o pai com unhas e dentes nesse processo.

No caso, os dois estavam com os filhos de Depp no iate que ele vendeu para J.K Rowling e o ator suspeitou que ela teria contado à filha que ele estava bebendo de novo. “Ele começou a me acusar de dedurá-lo, a chamá-lo de bêbado na frente dos filhos. Eu não tinha feito aquilo. Não achava que era meu lugar compartilhar aquilo com a filha dele ou com qualquer outra pessoa. Ele me jogou contra a parede do barco, me segurou pelo pescoço e disse que poderia me matar, que eu era uma vergonha, que eu o enojava”, relata a atriz.

“Eu nunca vou esquecer aquilo. Eu amava muito toda aquela família e ele disse que eu era uma vergonha para ele. Aquilo, de alguma forma, me marcou mais do que ele dizer que poderia me matar. Os xingamentos que ele disse, me empurrar contra a parede pelo pescoço… Aquilo me magoou e machucou”, continuou Amber.

Johnny Depp nega todas as acusações de abuso e alega que Amber era a violenta da relação. Jennifer Grey, ex-noiva do ator, em uma autobiografia que será lançada este mês, no entanto, definiu o astro de ‘Piratas do Caribe’ como “louco de ciúmes e paranóico”.

 

Veja também: Simone e Simaria se pronunciam após briga e ganham apoio de Lucas Guimarães

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.