Alec Baldwin não sabia que a arma estava carregada com munição real, afirma polícia

De acordo com as investigações, o ator achava que a arma era 'fria', ou seja, 'segura'

0

O ator Alec Baldwin recebeu a arma, responsável pela morte acidental da diretora de fotografia Halyna Hutchins, de um assistente de direção e não sabia que estava carregada. De acordo com a polícia de Santa Fé, Novo México, no último sábado (23), as informações foram reveladas durante um pedido de busca e apreensão.

Thiaguinho fala sobre possível volta do Exaltasamba: “É inevitável”

Segundo depoimento do diretor assistente, Dave Halls não sabia que a arma estava carregada com munição real e a entregou para Alec afirmando que estava “fria”, ou seja, apenas com balas de festim. Vale lembrar que essa não é a função do assistente de direção e, pouco antes, a equipe estava treinando tiro ao alvo com a arma, com balas de verdade. Hutchins foi atingida no peito e morreu enquanto o diretor Joel Souza ficou apenas ferido no ombro.

Hannah Gutierrez Reed, responsável pelo manuseamento de armas no set de filmagens, estava nessa função há pouco tempo. Alec, que era produtor de ‘Rust’ decidiu parar de gravar o filme, assim como outros projetos.

‘Rust’ tinha problemas nos bastidores

A equipe do novo filme de Alec Baldwin‘Rust’, já havia alertado sobre a pouca segurança no set de filmagens, antes da morte acidental de Halyna Hutchins, na última quinta-feira (21). De acordo com Amanda Petrone, que trabalhava como assistente de fotografia no longa, a produção simplesmente ignorou os pedidos dos funcionários.

“Nós escrevemos sobre esse exato assunto ontem à noite e saímos (das filmagens) hoje de manhã. Isso não está em nenhum dos jornais. Chamaram quatro pessoas não sindicalizadas para nos substituir e tentaram colocar a polícia contra nós”, explicou a profissional, que também alertou a escassez dos testes de Covid-19 e falta de pagamentos.

Segundo o site Variety, membros do IATSE, sindicato dos funcionários de produção, alertaram, inclusive, pela falta de segurança na manipulação de armas e também pelas péssimas acomodações. Apesar disso, eles não foram ouvidos pela produção e foram convidados a se retirar.

Outros funcionários, que não quiserem ser identificados, afirmaram que outro incidente com arma já teria ocorrido no último sábado (16). Por causa disso, vários funcionários decidiram fazer uma greve e o filme estava sendo gravado com capacidade reduzida no fatídico dia da morte de Halyna Hutchins.

 

 

 

Veja também: A Fazenda: MC Gui confessa que julgou Dayane errado no jogo

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.