Agora pela Libertadores, Palmeiras reencontra o Defensa y Justicia

Adversário, 'algoz' do Verdão na Recopa Sul-Americana, vive surto de Covid-19 dentro do elenco

0

O Palmeiras visita o Defensa y Justicia na noite desta terça-feira (4), no estádio Norberto Tomaghello, em Buenos Aires, a partir das 21h30.

A partida é válida pela terceira rodada do grupo A da Copa Libertadores da América e vale a liderança da chave.

Com seis pontos, o Verdão tem 100% de aproveitamento e vem animado pela goleada de 5 a 0 no Allianz Parque sobre o Independiente del Valle.

O time argentino, por sua vez, também faz boa campanha, ainda está invicto e tem 4 pontos. Assim, o duelo é um confronto direto pela primeira posição.

Porém, o Defensa y Justicia sofreu um surto de Covid-19 no elenco, com 15 jogadores contaminados. Assim, terá vários desfalques para o confronto.

Além disso, o Palmeiras, comandado pelo técnico português Abel Ferreira, vai reencontrar o seu ‘algoz’ das finais da Recopa Sul-Americana, no início de abril.

Na oportunidade, o Verdão até venceu por 2 a 1 neste mesmo estádio, mas no jogo de volta, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, o time brasileiro perdeu pelo mesmo placar no tempo normal e acabou deixando escapar o título na cobrança de pênaltis.

Agora, porém, é uma competição diferente. Mas a rivalidade entre brasileiros e argentinos é a mesma.

Expectativa

No último domingo, com um time misto, o Verdão venceu o Santo André por 1 a 0 no Canindé e voltou a sonhar com a vaga na segunda fase do Campeonato Paulista.

Com a pressão mais aliviada, o clube brasileiro agora pode focar melhor no torneio continental.

Em campo, Abel Ferreira deve mandar a campo um time com a seguinte formação titular: Weverton, Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Danilo, Patrick de Paula, Raphael Veiga e Victor Luis; Rony e Luiz Adrian.

Os argentinos, do competente técnico Sebastián Beccacece deve começar com Ezequiel Unsain; Emanuel Brítez, Matías Rodríguez, Néstor Breitenbruch e Nahuel Gallardo; Ciro Rius, Nicolás Tripichio, Valentín Larralde e Kevin Lencina; Tomás Ortiz e Gabriel Hachen.

Leia também: Santos joga a sobrevivência contra o The Strongest na Libertadores

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.