África garante cerca de 300 milhões de doses da vacina contra a covid

0

A União Africana (UA) garantiu quase 300 milhões de doses da vacina contra a covid-19. O continente com mais de mais de 1,3 bilhão de habitantes está a um passo para iniciar a complexa tarefa de imunizar a população com recursos logísticos e financeiros limitados. 

Embora várias nações ricas em todo o mundo tenham feito a pré-encomenda de vacinas antes da aprovação regulamentar e agora tenham começado a distribuição, há preocupações que a África tenha ficado para trás. 

No ano passado, a UA criou uma plataforma para facilitar o compartilhamento dos 54 países africanos sobre a compra de suprimentos pandêmicos. As entregas devem ser feitas até o final de março e as negociações ocorrem com mais de 10 empresas para fornecer as 300 milhões de doses, conforme o presidente sul-africano Cyril Ramaphosa, que também é o presidente da UA.

Muitas nações da África contam ainda com mais 600 milhões de doses da Covax, uma iniciativa global que garante que países de baixa renda tenham acesso às vacinas.

O continente busca vacinar 60% da população, ou seja, cerca de 780 milhões de pessoas. Para isso, 1,5 bilhões de doses são necessárias tendo em vista que são duas injeções por pessoa. A União Africana estima que o esforço custará cerca de 10 bilhões de dólares.

A África registrou mais de 3 milhões de infecções, uma fração da cifra global de mais de 91 milhões. Porém, com métodos de relatórios menos confiáveis ​​e o ceticismo de alguns líderes africanos possam ter distorcido o número. 

Vacinas na África do Sul

O presidente sul-africano Cyril Ramaphosa confirmou que a África do Sul deve receber a maior parte do lote de 300 milhões de vacinas. Isso porque o surto de covid por lá é mais mortal em comparação com os outros países do continente. Serão 20 milhões de doses, de acordo com Ramaphosa. 

A África do Sul vive uma novo onda de contágios. Após uma o pico inicial atingido em julho, a África do Sul registra novos casos ativos e internações hospitalares. Além disso, uma variante mais infecciosa do vírus se espalha pelo país.

Desde o início da pandemia, África do Sul soma mais de 1,2 milhão de casos de covid e quase 35 mil mortos.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.