Adriane Bonato pede que não pressionem Claudia Rodrigues sobre orientação sexual

Indagada em entrevista, Claudia afirmou que não é bissexual e que apenas é apaixonada por Adriane

0

Claudia Rodrigues repercutiu nas redes sociais, na última segunda-feira (27), ao afirmar que não se considera lésbica ou bissexual. Namorando sua ex-empresária, Adriane Bonato, a atriz deixou claro em entrevista para o site Notícias da TV: “Só gosto da Adriane”.

Anitta nega gafe após exibir a bandeira da Espanha no Rock in Rio Lisboa: “Não vamos tretar”

Em bate-papo com a colunista Fábia Oliveira, nesta terça-feira (28), Bonato pede que as pessoas sejam pacientes e que não pressionem Claudinha sobre sua orientação sexual: “A Claudinha não se rotula porque é um processo, tudo é um processo. Nada diferente do que milhões de pessoas que descobrem o seu grande amor numa pessoa do mesmo sexo. Acho que ela merece viver este processo para se conhecer melhor e no final entender o que está dentro dela. O que não podemos fazer é pressioná-lá, e sim aguardar para ela se entender e descobrir o que realmente a levou a se apaixonar por mim”.

“É difícil. Ela é mulher e gosta de uma mulher, mas ela me enxerga como um homem. Eu pedi para ela me explicar. Ela disse: ‘Ué, com você eu tenho a segurança que eu teria com um homem, eu tenho carinho, sou bem tratada, sou cuidada, você me dá atenção, você me entende, você conversa. Quando precisei, você até me pegou no colo. Quando precisei, você me deu banho. São coisas que eu nunca tive em relacionamentos anteriores, entendeu? Eu nunca tive um relacionamento com um homem como eu tenho com você'”, relembra a ex-empresária sobre uma conversa que teve com Claudia sobre a relação das duas.

Claudia diz que essa é sua primeira relação verdadeira

Claudia Rodrigues e Adriane Bonato engataram um relacionamento em junho deste ano, após a atriz se declarar e pedir a ex-empresária em casamento nas redes sociais. Juntas e planejando se casar, elas concederam uma entrevista exclusiva para o site Notícias da TV, na última quarta-feira (22), sobre essa nova fase em suas vidas.

O casal trabalha junto desde 1995 e, no começo, a intérprete de Marinete em ‘A Diarista’ tinha preconceito com a comunidade LGBTQIA+. Depois de um ano, Claudia começou a defender a então empresária e, consequentemente, outras pessoas: “Depois de um ano, eu vi muita coisa e vi muito preconceito com ela, sabe? E aí eu comecei a defendê-la ela e todo mundo que é gay”.

As duas sempre trabalharam em harmonia, até que em 2020, após Claudia sofrer um traumatismo craniano, a percepção da artista sobre Adriane mudou: “Quando eu estive operando no [hospital Albert] Einstein, ela fazia de tudo para mim e mais um pouco. Eu pedia para ela parar, e ela dizia: ‘Claudinha, eu vou fazer certo’. Só gosto da Adriane, não vejo outras. ‘Ah, pega uma outra’. não quero, só quero a Adriane. Até falei com ela, me desculpe, mas o homem da minha vida é uma mulher. Meus relacionamentos anteriores com homens foram bons, mas não tão bons quanto a Adriane. Eles foram bacanas, mas não como a Adriane. Se comparar com a Adriane, eles foram péssimos”.

 

Veja também: Pedro Scooby convida vendedor ambulante para camarote após polícia confiscar as mercadorias

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.