Jovem de 15 anos dá tiro e mata, acidentalmente, irmão de 16

Os dois estavam na porta de casa quando o crime aconteceu. A polícia investiga o crime como homicídio culposo, quando não há intenção de matar

0

Um crime familiar marcou o início da noite deste sábado (27), em Campo Verde, no Mato Grosso. Por lá, um adolescente, de 15 anos, atirou no irmão, de apenas 16 anos, e acabou o matando. De acordo com as informações, o disparo teria sido acidental.

Leia também: Presos terão que pagar pelo uso de tornozeleira eletrônica em MT

O fato aconteceu na casa dos menores. Segundo o boletim de ocorrência, o suspeito estava em casa com a vítima, identificado como Gustavo Henrique de Macedo – o nome do adolescente que disparou não pode ser revelado, visto que ele tem menos de 18 anos.

Fato é que, ainda segundo o registro da ocorrência, os dois estavam na porta de casa quando o disparo aconteceu e o tiro foi dado com uma espingarda. Os polícias foram acionados e, quando chegaram no imóvel, encontraram Gustavo Henrique já sem vida.

O irmão, suspeito do crime, não estava no local, pois havia fugido de casa, com a arma, logo depois do disparo. Todavia, ele acabou retornando, confessando o crime e alegando que teria dado o tiro acidentalmente, mas, sem explicar o motivo e nem a circunstância do fato.

Em nota, a Polícia Civil de Campo Verde revelou que instaurou inquérito para apurar a morte e os motivos do delito. O caso está sendo investigado como crime análogo ao homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Por fim, a corporação também relatou que aguarda a conclusão das perícias do local do crime e da arma, que foi apreendida, a fim de esclarecer todos os fatos.

Também no MT

Outro caso envolvendo a morte de uma pessoa jovem, no estado do MT, foi registrado na sexta (26), em Porto Esperidião. Por lá, o corpo de Karine Melo da Silva, de 23 anos, foi encontrado por um pescador, enrolado em um lençol e com uma mordaça.

Karine Melo da Silva, de 23 anos, morava há poucos dias na cidade. (Foto: reprodução)

De acordo com a Polícia Militar (PM), a jovem morava há poucos dias na cidade e, até o momento, não há suspeitas do que poderia ter acontecido com ela – ninguém foi preso. A PM relatou que a Polícia Civil assumiu o caso e investiga as possíveis causas do homicídio.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.