A Fazenda: Dayane é acusada de racismo ao falar que ‘beleza branca é elegante’

Modelo diz que marcas preferem 'uma beleza num corpo mais elegante', ao referir-se à pele clara.

0
A Fazenda: Dayane é acusada de racismo
Reprodução: Record

Nem uma semana de programa, e as polêmicas não param de surgir. Dayane Mello é acusada de racismo em A Fazenda após explicação sobre o motivo de não pegar sol. A modelo afirma que a ‘beleza branca é mais elegante’ e é o que as marcas procuram, causando espanto em Tiago Piquillo – e, claro, nos espectadores. Entenda!

A Fazenda: Dayane é acusada de racismo

Tudo começou quando a ex-Grande Fratello foi para a sala da Sede e, lá, explicou o motivo de não ficar na parte externa. “Eu não quero mais pegar sol, não posso. Você sabe que não posso ficar muito morena para o meu trabalho, né?”, começa. O sertanejo se espanta com a informação e questiona o motivo. “Tem que ser branquinha, porque as campanhas não querem muito morena”, manifesta.

No entanto, o que era para ser uma crítica à indústria da moda, acaba se tornando uma fala racista: “Eles querem uma beleza em um corpo mais elegante do que muito… morena, sabe?”, continua, diminuindo o tom de voz. “As marcas, às vezes, não querem marquinha de lingerie, nada dessas coisas”, conclui. O cantor segue assustado com a informação e o assunto de encerra.

Repercussão

É claro que a fala não pegou nem um pouquinho bem e diversas foram as críticas, vindas de internautas e até de famosos. “O jeito que ela fala ‘morena’ dá vontade de vomitar na cara dela. Que nenhuma marca contrate essa deselegante”, disse Samantha Schmütz. Giovanna Ewbank também se manifestou após a fala preconceituosa: “Vontade de vomitar. Que garota deselegante, sem noção. Só fala merd* e não é a primeira vez”.

Outros espectadores do programa também deixaram a indignação após comentário desrespeitoso. “A Dayane em menos de uma semana de confinamento conseguiu relativizar violência contra mulher e agora associou a sua pele branca a ‘elegância’, típica concepção racista da branquitude” e “Cadê toda a mobilização das pessoas que cancelaram a Karol Conká (merecimento), por que não fazem o mesmo com a Dayane? A mulher já defendeu um agressor colocar em dúvida a palavra da vítima, foi racista e eu não tô vendo ela sendo cancelada nem 1% do que a Karol foi” foram alguns dos comentários que surgiram no Twitter.

 

 

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.