São mais 754 novas vítimas pela Covid-19 no Brasil

0

Nesta sexta-feira, dia 16 de outubro, o Ministério da Saúde anunciou os novos dados por meio do Painel Coronavírus, boletim oficial da pandemia no Brasil.  O boletim é atualizado todos os dias às 18 horas e 30 minutos. Portanto, os valores ali apresentados são, em geral, menores do que aqueles televisados pelos jornais até o fim do dia.

Hoje, é o terceiro dia seguido que o número de óbitos fica acima dos 700 casos diários. Nas últimas vinte e quatro horas foram 754 novas mortes de brasileiros e brasileiras pela Covid-19. O total de vítimas pelo novo coronavírus chega a 153.214 brasileiros e brasileiras. Embora a taxa de letalidade tenha reduzido para 2.9% de 3%, o índice de mortalidade continua a subir. São 72.9 mortes para cada 100 mil habitantes a cada 24 horas.

O número de casos contaminados confirmados também só faz crescer. São 5.200.300 brasileiros e brasileiras infectados pela Covid-19. Foram 30.914 nas últimas vinte quatro horas, com uma taxa de incidência de 2474.6.

Enquanto isso no Twitter

Já no Twitter a pandemia parece coisa menor ou, talvez, tema polêmico pelos motivos errados.

Nesta tarde, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), em entrevista coletiva declarou que a vacinação contra a Covid-19 será obrigatória no estado de São Paulo, exceto em casos de prescrição médica.

Em atrito com o governo federal desde o início da pandemia no Brasil, a administração Doria enfrenta resistência do Ministério da Saúde em acrescentar a vacina que vem sendo desenvolvida no Instituto Butantan e, também, por parte da população. Nesse último caso, a contrariedade é baseada nas negociações do governo Doria junto do governo e da indústria chinesa.

Nesse cenário, o termo “ditador” figurou nos trending topics do Twitter Brasil durante a tarde até o início da noite. Em seguida, o termo foi substituído pela estranha hashtag “vachinanão”, cuja finalidade seria demonstrar oposição ao imunizante atualmente mais esperado no mundo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.