13º salário deve injetar R$ 208 bilhões na economia, segundo estimativa da CNC

O volume é 5,4% menor que o registrado em 2019

3

O 13º salário deve injetar R$ 208,7 bilhões na economia brasileira em 2020. Este resultado é 5,4% menor que o registrado no ano passado, descontada a inflação. Em suma, esta é a maior queda real desde 2012, quando o levantamento teve início. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) realizou o levantamento. A divulgação das informações aconteceu nesta quinta-feira, dia 29. 

De acordo com a CNC, o levantamento considerou dados como a massa salarial da quantidade de trabalhadores formais, tanto da iniciativa privada, quanto do setor público. Além disso, também levou em consideração empregados domésticos com carteira de trabalho assinada. Por fim, o cálculo também englobou beneficiários dos Regime Geral e Próprio da Previdência Social. 

“A queda expressiva na atividade econômica e o consequente lento recuo no nível de ocupação associado ao avanço da informalidade contribuíram para a queda do montante pago na forma de décimo terceiro salário, neste ano”, dizia o levantamento. Ainda segundo a CNC, o vencimento médio pago neste ano alcançou a marca de R$ 2.192,71. Dessa forma, o resultado ficará 6,6% menor que o registrado em 2019 (R$ 2.347,55). 

Vale ressaltar que a Medida Provisória nº 936 (MP 936) contribuiu para a queda deste ano. Em resumo, a MP autorizou a redução do salário de maneira proporcional à jornada, bem como à suspensão temporária do contrato de trabalho. A justificativa para a decisão foi preservar os empregos durante o período da pandemia da Covid-19. 

Em outras palavras, houve 16,1 milhões de acordos firmados entre patrões e empregados no âmbito da MP 936. Os dados partem do Ministério da Economia. Aliás, a suspensão do contrato de trabalho concentrou quase metade dos acordos (7,2 milhões), seguida pela redução de 70% na jornada (3,5 milhões).  

 

Dados do IBGE também contribuíram para a estimativa da CNC 

O levantamento também considerou os dados disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o instituto, havia 49,2 milhões de trabalhadores domésticos com carteira de trabalho assinada e servidores público, somados. Este valor foi registrado no primeiro trimestre de 2020. 

Por fim, quatro estados brasileiros irão concentrar 56,9% dos 208 bilhões investidos neste ano: São Paulo (R$ 61,5 bilhões), Rio de Janeiro, (R$ 22,3 bilhões), Minas Gerais (R$ 20,2 bilhões) e Rio Grande do Sul (R$ 14,9 bilhões).

 

LEIA MAIS

Índice de confiança de serviços cai em outubro, interrompendo cinco meses de alta

Índice usado em contratos de aluguel fica em 3,23% em outubro, diz FGV

3 Comentários
  1. […] 13º salário deve injetar R$ 208 bilhões na economia, segundo estimativa da CNC […]

  2. […] 13º salário deve injetar R$ 208 bilhões na economia, segundo estimativa da CNC […]

  3. […] Governo Federal lançou nesta quarta-feira (18) uma nota técnica sobre o pagamento do 13º salário. De acordo com a nota, esse pagamento não vai mudar para quem teve a redução do contrato de […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.