03 melhores livros da literatura brasileira clássica

1

Os livros da literatura brasileira nem sempre são valorizados como deveriam. Entretanto, isso não significa que sejam ruins, muito pelo contrário! Portanto, foi pensando nisso que o Brasil 123 separou uma lista com os clássicos prediletos para te recomendar!

Não se esqueça: É claro que existem muitos outros e é quase impossível dizer qual o melhor de todos eles. Sendo assim, essa lista não passa de uma recomendação de leitura, se a sua obra favorita não for citada, não significa nada!

 Dom Casmurro – Machado de Assis

Uma opção típica e forte crítica à masculinidade tóxica de alguns homens que se comportam como Bentinho. Um personagem inseguro e ciumento, que chega a loucura ao ponto de tentar matar o próprio filho.

O debate que em torno da história é sobre a possível traição de Capitu. Entretanto, Machado de Assis não deixa pontos soltos e o argumento de que o filho á parecido com Bentinho pode ser explicado por um trecho da obra.

No início, enquanto o protagonista ia em busca de Capitu, foi à casa de Sancha e encontrou por lá um homem. Então, eles discutem sobre como Capitu é parecida com os parentes de Sancha, mesmo não possuindo laços de sangue. Esse trecho pode parecer aleatório ou que não significa nada, mas ele não está ali para ocupar espaços!

Vidas Secas – Graciliano Ramos

Graciliano apresenta, de forma nua e crua, assuntos sobre o sertão brasileiro e a pobreza humana. Outro aspecto importante sobre a obra é a crítica contra a desigualdade social e a forma como o estado governa os pobres.

O protagonista vive sofrendo golpes devido a falta de conhecimento e isso piora ainda mais a situação financeira da família. O jornal USP publicou um artigo com a manchete:” Vidas Secas denuncia o descaso social e a exploração humana”. Talvez esse título seja a síntese do que estamos abordando!

Triste fim de Policarpo Quaresma – Lima Barreto

É um livro que representa o pré-modernismo brasileiro, um momento de mistura de artes e uma busca pela literatura sem inspiração europeia. O protagonista é conhecido como major Policarpo e, devido ao bom coração e espírito patriota (nacionalista extremo), sempre acaba se dando muito mau.

Nota-se o esforço para que o acabamento seja informal e o leitor consiga criar os próprios julgamentos dos acontecimentos. Uma opção muito pedida nas listas de livros da literatura brasileira obrigatórios para vestibular.

 

 

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.